Agentes impedem entrada de 2 quilos de droga e mais de 30 celulares no CPP de Mongaguá

Duas mochilas iriam ser passadas pelo muro. O material foi apreendido

Agentes do Centro de Progressão Penitenciária “Dr. Rubens Aleixo Sendin”, o CPP de Mongaguá, frustraram na manhã desta quarta-feira (21) a entrada de drogas e celulares, que estavam em duas mochilas e seriam colocadas dentro do presídio. 

Clique aqui e assine A Tribuna por apenas R$ 1,90. Ganhe, na hora, acesso completo ao nosso Portal, dois meses de Globoplay grátis e, também, dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Por volta das 8 da manhã, um agente na torre de vigilância percebeu quando um homem tentava pular o muro da unidade. Imediatamente, duas equipes de segurança foram acionadas para deter o suspeito. Com a movimentação dos agentes, o indivíduo acabou fugindo e se escondendo na vegetação que circunda o local, mas abandonou 2 mochilas. 

Quando os servidores abriram as mochilas encontraram 34 aparelhos celulares, 48 carregadores, 40 chips, 19 fones de ouvido, 16 cabos USB e 6 baterias para celular.  Nas bolsas também havia cerca de 2 quilos de maconha, e ainda 3 porções de cocaína, pesando aproximadamente 160 gramas. 

A direção do CPP de Mongaguá encaminhou o material apreendido para o 2º Distrito Policial da cidade. Foi aberto Boletim de Ocorrência e iniciado procedimento disciplinar apuratório. 

Tudo sobre: