Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Brasil tem a maior média de mortes por covid desde a 2ª quinzena de agosto

Os dados são reunidos pelo consórcio de veículos de comunicação a partir dos registros das secretarias estaduais de Saúde

Por: Do Estadão Conteúdo  -  10/01/21  -  00:14
Atualizado em 10/01/21 - 00:16
Região já soma mais de 75 mil infectados pelo coronavírus
Região já soma mais de 75 mil infectados pelo coronavírus   Foto: Matheus Tagé/AT

O Brasil registrou neste sábado, 9, média móvel de 988 mortes por covid-19, a maior desde a segunda quinzena de agosto. O cálculo é feito com base em dados dos últimos sete dias para corrigir distorções provocadas por variações em registros. Já nas últimas 24 horas, foram notificados 59.750 novos casos e 1 115 óbitos pelo novo coronavírus. Com isso, o País atinge o total de 8.075.670 diagnósticos e 202.657 mortes desde o início da pandemia.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Os dados são reunidos pelo consórcio de veículos de comunicação a partir dos registros das secretarias estaduais de Saúde. O consórcio é formado peloEstadão, G1, O Globo, Extra, FolhaeUOL.

A alta média móvel de mortes foi influenciada por dados do Paraná. Nesta semana, o Estado revisou registros de covid e acrescentou 31.425 casos e 377 óbitos retroativos à contagem.

Já o balanço do Ministério da Saúde aponta que 7.144.4011 pessoas se recuperaram da doença em meio a 8.075.998 casos confirmados. Os dados da pasta diferem dos registros do consórcio em razão da metodologia de coleta. A pasta aponta, ainda, um total de 202.631 mortes. Destas, 1.171 foram registrados nas últimas 24 hora.


Logo A Tribuna