Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Vacina Sputnik V é aprovada no Paraguai

O fornecimento da vacina será facilitado pelos parceiros internacionais do RDIF na Índia, China, Coreia do Sul e outros países

Por: Do Estadão Conteúdo  -  17/01/21  -  17:03
Fabricação em escala comercial ainda depende da aprovação da Anvisa
Fabricação em escala comercial ainda depende da aprovação da Anvisa   Foto: Adriana Toffetti/A7 Press/Estadão Conteúdo

O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, o fundo soberano da Rússia) anuncia a aprovação da vacina Sputnik V contra o coronavírus pelo Ministério da Saúde da República do Paraguai. A vacina foi registrada sob procedimento de autorização de uso emergencial, sem estudos clínicos adicionais no país.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


A Sputnik V havia sido registrada sob o mesmo procedimento anteriormente na Argélia,Argentina, Bolívia, Sérvia, Palestina eVenezuela. O fornecimento da vacina será facilitado por parceiros internacionais da RDIF, na Índia, China, Coréia do Sul e mais países.


Segundo Krill Dmitriev, CEO do RDIF,"o registro da vacina Sputnik V no Paraguai comprova o crescente aumento do interesse dos países da América Latina em uma vacina russa segura e eficaz contra o coronavírus". Em nota, o representante ainda estima novas parcerias na América Latina para iniciar as vacinações.


Entre as principais vantagens da vacina, destaca-se a taxa de eficácia superior a 90%, que apresenta proteção total contra casos graves de Covid-19.Os desenvolvedores da vacina Sputnik V estão trabalhando em colaboração com a AstraZeneca em um estudo clínico conjunto para melhorar a eficácia da vacina da AstraZeneca.


Mais de1,5 milhão de pessoas ao redor do mundo já foram vacinadas com a Sputnik V. A vacina foi aprovada na Rússia, Bielorússia, Sérvia, Argentina, Bolívia, Argélia, Palestina e Venezuela, e tem um processo de aprovação em andamento na União Europeia.


Logo A Tribuna