Lula, Dilma e os três petistas viram réus por organização criminosa

Eles são acusados de lesarem a Petrobras em R$ 1,5 bilhão no período de 2003 a 2016

Por: De A Tribuna On-line  -  23/11/18  -  20:31
Ação atinge, também, os ex-ministros Antônio Palocci e Guido Mantega
Ação atinge, também, os ex-ministros Antônio Palocci e Guido Mantega   Foto: Agência Brasil

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff foram considerados réus, nesta sexta-feira (23), por suposta organização criminosa envolvendo integrantes da cúpula do Partido dos Trabalhadores. A decisão foi dada pela 10ª Vara Federal do Distrito Federal


A ação atinge, também, os ex-ministros Antônio Palocci e Guido Mantega, assim como o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto.


Ação atinge, também, os ex-ministros Antônio Palocci e Guido Mantega
Ação atinge, também, os ex-ministros Antônio Palocci e Guido Mantega   Foto: Agência Brasil

Conhecido como "quadrilhão do PT", a denúncia apresentada em setembro pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, acusa os petistas de liderarem uma organização crmininosa dutante seus governos, entre meados de 2003 e maio de 2016, que desviou dinheiro da Petrobras.


De acordo com Janot, ao todo foram R$ 1,5 bilhão durante os governos de Lula e Dilmma. Com o montante, os acusados teriam realizados pagamentos para seis empreiteras que tinham contratos com a estatal.


A denúncia foi aceita pelo juiz Vallisney Oliveira, que afirmou que a acusação é "idônea" e "formalmente apta a dar início à presente ação penal contra os denunciados". Os cinco réus serão intimados e têm que apresentar defesa por escrito no prazo de 15 dias.


Tudo sobre:
Logo A Tribuna