Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Com covid, senador Alessandro Vieira será internado no Sírio-Libanês, em SP

Após seis dias de diagnóstico da doença, médicos do senador optam por acompanhamento contínuo da doença

Por: Por Estadão Conteúdo  -  08/03/21  -  00:36
Senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE)
Senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE)

Seis dias após ser diagnosticado com covid-19, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) será internado, neste domingo (7), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A informação é da assessoria de imprensa do parlamentar, que informa ainda que a internação foi decidida pelos médicos à frente dos cuidados com o senador "para um acompanhamento contínuo da doença". 


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Segundo a nota, Vieira "responde bem" aos tratamentos administrados até aqui. O presidente do Cidadania, Roberto Freire, afirmou em sua conta no Twitter que todos no partido estão acompanhando a situação do parlamentar sergipano e esperando seu "pronto restabelecimento". 


Até a última terça, 2, três senadores testaram positivo para a covid-19 após participarem de uma reunião na semana passada, em Brasília. Além de Vieira, Lasier Martins (Podemos-RS) e Major Olímpio (PSL-SP) confirmaram o diagnóstico nos últimos dias. 


Na terça-feira passada, 23, os três senadores - que compõem o grupo parlamentar Muda Senado - se reuniram para discutir o andamento da CPI da Lava Toga. Além deles, também participaram do encontro os senadores Eduardo Girão (Pode-CE) e Soraya Thronicke (PSL-MS), que até a tarde desta terça não haviam feito testes para detectar a doença. 


No sábado, 6, a assessoria do senador Major Olímpio, que está internado no Hospital São Camilo, em São São Paulo, informou que ele segue internado na UTI "devido a recomendação médica para tratamento de um quadro de infecção". Já a assessoria do senador Lasier, que está internado no Hospital São Lucas, em Porto Alegre, informou que o quadro do parlamentar é "estável e sem risco de piora clínica e sem necessidade de utilização de oxigênio". 


Logo A Tribuna