Ajuda humanitária brasileira à Venezuela gera dúvidas

Fontes do governo afirmam não haver novidades sobre o tema, enquanto a equipe de Juan Guaidó garante que a entrega do carregamento de alimentos e medicamentos ocorrerá no sábado (23)

Por: Da AFP  -  19/02/19  -  21:01
  Foto: Juan Mabromata / AFP

A incerteza sobre a coleta e entrega de ajuda humanitária do Brasil à Venezuela cresce, a apenas seis dias da data anunciada pelo líder opositor venezuelano, Juan Guaidó, para a entrada das remessas no país.


Fontes do governo afirmaram não haver novidades sobre o tema, enquanto a equipe de Guaidó garante que a entrega do carregamento de alimentos e medicamentos ocorrerá no sábado (23), simultaneamente nas fronteiras da Colômbia e do Brasil, além da ilha de Curaçao.


Lester Toledo, coordenador internacional da ajuda humanitária designado por Guaidó, reiterou na segunda-feira (18) que o Brasil assumiu o compromisso, em reunião na semana passada, de coletar as doações e transportá-las até a fronteira no dia 23. Mas militares que trabalham na Operação Acolhida no estado de Roraima afirmam que não receberam instruções a esse respeito.


Logo A Tribuna