Uma das principais promessas do Santos, Ângelo vive temporada ruim

Atacante de 17 anos jogou por 90 minutos em apenas três partidas em 2022

Por: Fúlvio Feola  -  03/07/22  -  14:21
Ângelo não consegue se firmar entre os titulares nesta temporada
Ângelo não consegue se firmar entre os titulares nesta temporada   Foto: Ivan Storti / Santos FC

O atacante Ângelo tem apenas 17 anos e é visto dentro do Santos como uma de suas principais promessas, o famoso "raio", como são conhecidos os atletas de destaque na Vila Belmiro. Porém, o garoto está com dificuldades de se firmar entre os titulares da equipe profissional do Peixe.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios


Na derrota contra o Flamengo por 2 a 1, neste sábado, na Vila Belmiro, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, Ângelo foi escalado como titular por Fabián Bustos, porém, jogou mal e foi substituído no 2ª tempo por Bruno Oliveira.


Não completar 90 minutos em campo é algo comum para Ângelo nesta temporada. Em 24 jogos, o camisa 11 do Peixe atuou apenas em três partidas completas. Todas pelo Campeonato Paulista.


Em três derrotas (1 a 0 Botafogo-SP, 3 a 2 Mirassol e 3 a 0 São Paulo). No Brasileirão, Copa do Brasil e Sul-Americana, o jovem talento não atuou em nenhum jogo inteiro.


Ângelo tem se lesionado com frequência em 2022. Teve entorses e problemas musculares, o que também colaborou para o atleta não ter se firmado entre os 11 titulares. Ele ficou 15 partidas fora de combate pelo Santos.


O técnico Fabián Bustos poderá contar com Ângelo no confronto diante do Deportivo Táchira, nesta quarta-feira (6), às 21h30, na Vila Belmiro, jogo de volta das oitavas de final da Sul-Americana, no qual o Peixe precisa de uma vitória simples para avançar na competição. No Brasileirão, Ângelo está suspenso e não encara o Atlético-GO, neste domingo (10), às 18 horas, também na Vila. Ele levou terceiro cartão amarelo na derrota para o Flamengo.


Ângelo tem 75 jogos com a camisa do Santos e 2 gols. O camisa 11 do Alvinegro Praiano tem contrato até 10 de dezembro de 2024 e multa rescisória de 60 milhões de euros (aproximadamente R$ 333 milhões). Clubes da Inglaterra monitoram a jovem promessa do Peixe.


Logo A Tribuna