CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Um dos maiores laterais da história, Rildo morre nos Estados Unidos
Rildo Menezes tinha 79 anos e jogou com a geração de Pelé no Santos
Por: ATribuna.com.br  -  17/05/21  -  08:14
Atualizado em 17/05/21 - 08:36
Rildo morre aos 79 anos nos Estados Unidos   Foto: TV Tribuna

Um dos maiores laterais da história do futebol brasileiro, Rildo Menezes morreu aos 79 anos neste domingo (16), em Los Angeles, na Califórnia, Estados Unidos. Ele jogou com Pelé e os grandes ídolos do Peixe entre 1967 e 1972. Além de ter atuado no Peixe, se destacou no Botafogo e Seleção Brasileira. O Santos FC decretou luto oficial de sete dias.


A esposa de Rildo comunicou o falecimento dele, com as seguintes palavras:


“Nessa noite do dia 16 de Maio, as 11:40 da noite, em Los Angeles, Califórnia, nosso querido Rildo Menezes fez a passagem à caminho Pai celestial. Seus ultimos dias foram repletos de carinho e amor da sua familia e amigos.


Com seu espirito carinhoso, amizade fidelissima, e alegria contagiante, Rildo deixou saudades por todos os lugares onde passou e pra todos aqueles que tiveram o prazer de conhece-lo e a honra de conviver com essa pessoa amada.


Desejamos que ele seja guiado pelos Anjos do Senhor e recebido por Nosso Senhor com justiça e misericórdia.


Agradecemos a todos que contribuiram com suas oraçoes, energia, e pensamento positivos e nos comforta saber que ele teve uma passagem tranquilo e sem sofrimento”.


Rildo jogou no Santos de 1996 a 1972   Foto: Twitter / Santos FC

Rildo conquistou pelo Santos os Paulistas de 67, 68 e 69; a Supercopa Sul-Americana de 68, Recopa Intercontinental de 68 e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa também em 1968.


Iniciou a carreira no Íbis, de Pernambuco, em 1959, com passagens por Sport e Botafogo. Chegou ao Santos Futebol Clube em 1966, tendo jogado ao lado de Pelé, Pepe, Coutinho e Clodoaldo. Foi um dos convocados por Vicente Feola para disputar a Copa do Mundo de 1966. Na competição, disputou apenas um jogo, marcando o gol do Brasil na derrota por 3 a 1 para Portugal. No total, foram 49 jogos pela Seleção entre 1963 e 1969. Chegou a disputar posição com Nilton Santos, considerado um dos melhores laterais-esquerdo do mundo.