Goiás quer Copete, mas descarta ceder jogadores ao Santos

Conversas entre os clubes começaram na semana passada e estão em andamento

Por: Bruno Lima  -  20/12/18  -  13:52
Pouco aproveitado, Copete pode trocar o Santos pelo Goiás
Pouco aproveitado, Copete pode trocar o Santos pelo Goiás   Foto: Ivan Storti/Santos FC

De olho na contratação de Jonathan Copete, do Santos, o executivo de futebol do Goiás, Túlio Lustosa, desconhece o interesse do Peixe numa troca envolvendo o atacante Michael ou o meio-campista Léo Sena, conforme divulgado na última terça-feira (18). Segundo o dirigente, as conversas, que começaram na semana passada, estão em andamento, mas o clube esmeraldino já avisou não ter condições de ceder ninguém.


Na última terça, após a apresentação do técnico Jorge Sampaoli, o presidente do Santos, José Carlos Peres, admitiu as tratativas. Porém, afirmou que queria - sem revelar qual - um atleta da equipe do Serra Dourada. "Negócio é negócio", disse o mandatário santista na ocasião. Segundo a Gazeta Esportiva, os santistas estão interessados em Michael e Leo Sena.


Em entrevista para A Tribuna On-line, Túlio, ex-jogador do próprio Goiás e que também defendeu Botafogo e Corinthians, rebateu o mandatário alvinegro. "Temos interesse no Copete, mas a conversa com o presidente do Santos não foi assim. Ele não falou nada desses jogadores. Sugeriu sim uma troca, mas dissemos que não poderíamos envolver nenhum atleta, porque temos um elenco bastante reduzido", explicou o dirigente.


Ainda de acordo com Túlio, as tratativas não foram encerradas. Por isso, existe a possibilidade de um desfecho interessante para os dois clubes. "O presidente do Santos não foi radical e o negócio pode sair. Porém, sem que a gente envolva jogadores nossos. Não podemos reforçar de um lado e enfraquecer do outro. Não podemos pensar apenas no Copete. Temos que investir em outras posições também", disse.


"O Santos não deve contar com o atleta, porque tem interesse em outros estrangeiros. Precisa abrir vagas para novas contratações. Nós queremos trazê-lo, porque será importante para o Goiás. Vejo como uma boa oportunidade para os dois lados", acrescentou Túlio.


Outro argumento para convencer Peres a liberar o colombiano é em relação à folha salarial. A equipe esmeraldina está disposta a bancar o salário integral de Copete. Na tentativa de fazer a transação acontecer, o empresário do jogador irá participar das negociações.


"Segundo o empresário, o Copete quer vir para o Goiás. Ele quer atuar. E acho que seria bacana. Chegaria com status de titular", encerrou o executivo de futebol do time do Centro-Oeste.


Logo A Tribuna