Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Em virada surpreendente, Santos é derrotado pelo Goiás dentro da Vila Belmiro

Peixe chegou a abrir o placar em 2 a 0, mas acabou perdendo por 4 a 3, neste domingo (24), pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro

Por: Sandro Thadeu  -  24/01/21  -  23:13
Santos perde de virada dentro da Vila Belmiro
Santos perde de virada dentro da Vila Belmiro   Foto: Ivan Storti / Santos FC

Após abrir uma vantagem de 2 a 0 no primeiro tempo contra o Goiás, na Vila Belmiro, e sobrar em campo, o Santos vacilou feio na etapa final. A equipe do técnico Cuca levou a virada e perdeu por 4 a 3 esta partida válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Os gols do Peixe foram marcados por Lucas Braga, Kaio Jorge e Marinho, enquanto os visitantes balançaram as redes com Fernandão, David Duarte e Rafael Moura, que marcou duas vezes.


Com o resultado, o Alvinegro estaciona nos 45 pontos, cai para a 10ª colocação e fica mais distante do G-6 da competição nacional - o último time desse grupo é o Grêmio, que está com 51.


Já o time esmeraldino passa a ocupar a 18ª posição, com 29, e segue na difícil luta contra o rebaixamento, pois está a seis pontos do Fortaleza, o primeiro time fora do Z-4.


O Santos voltará a jogar pelo Brasileirão na próxima terça-feira, às 20h, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), onde encara o Atlético-MG, do técnico argentino Jorge Sampaoli.


Já a equipe do Centro-Oeste volta a campo pela competição no próximo domingo, às 20h30, quando enfrentará o Fluminense no Estádio Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro.


Peixe sobra em campo


Com força máxima e com a provável formação que fará a final da Copa Libertadores da América contra o Palmeiras, no próximo sábado, no Maracanã, o Santos quase foi surpreendido no primeiro minuto da partida.


Em cobrança de falta da intermediária, Shaylon mandou a bola para a grande área e Rafael Moura subiu bem, mas cabeceou para fora.


Aos 5, Soteldo apareceu bem pela esquerda e cruzou para a grande área. Na segunda trave, Diego Pituca conseguiu cabecear no outro canto. Atento, Heron salvou em cima da linha.


No minuto seguinte, o Peixe abriu o placar com Lucas Braga. Após bela troca de passes, Marinho deu um passe magistral para Pituca. Ele mandou na medida para o atacante abrir o placar na Vila Belmiro, aos seis.


Virada surpreendente


Na volta para o segundo tempo, o técnico da equipe do Centro-Oeste, Glauber Ramos, fez duas alterações para tentar reagir em campo. Ele sacou o volante Breno e o meia esquerda Jefferson para colocar o lateral-direito Taylon e o atacante Vinícius.


Aos 9 minutos, após cobrança de escanteio, o veterano Rafael Moura, de 37 anos, descontou para o Goiás. Shaylon fez a cobrança na primeira trave e Heron desviou de cabeça. Em um cochilo da defesa, o atacante, sem marcação, chutou para vencer John.


Aos 14, o time esmeraldino deixou tudo igual para desespero do técnico Cuca. Em nova cobrança de escanteio de Shaylon, ele encontra David Duarte. Sozinho, o zagueiro subiu sozinho e mandou a bola no travessão, que entrou para o gol.


Após ter o jogo nas mãos, o time da Vila Belmiro partiu para cima dos visitantes. O zagueiro Luan Peres avançou pela intermediária e, próximo à grande área, arriscou. A bola desviou na defesa e Tadeu espalmou para escanteio.


Aos 25, Vinícius recebeu na intermediária e avançou em direção à grande área. Na disputa com Sandry e Lucas Veríssimo, ele caiu na grande área. Após consulta do VAR, a arbitragem marcou pênalti. Fernandão bateu rasteiro e forte no meio do gol para virar a partida.


O Goiás, de maneira surpreendente, ampliou o placar com um gol de placa de Rafael Moura. Na saída de bola, o Peixe saiu jogando errado. O atacante arrancou, limpou a marcação e mandou por cobertura na saída de John.


Marinho puxou contra-ataque e foi derrubado na grande área por Iago Mendonça, aos 38. Marinho cobrou com tranquilidade para fazer o terceiro tento do Alvinegro. O atacante chegou à artilharia do Campeonato Brasileiro, ao lado de Thiago Galhardo, do Internacional, com 16 gols.


Aos 47, o goleiro Tadeu cobrou mal o tiro de meta. Heron dominou errado e a bola sobrou para Marinho. Ele invadiu a grande área e, na hora de bater, preferiu o passe para o meio e a zaga isolou para desespero dos santistas, que perderam a chance de somar mais três pontos no Brasileirão.


O gol deu a tranquilidade necessária para os donos da casa dominarem o jogo. Aos 13, em um rápido contra-ataque, Marinho, centralizado, lançou o jogador venezuelano na esquerda. Soteldo avançou, cortou para o pé esquerdo e chutou. Bem colocado, Tadeu espalmou para escanteio.


Em novo contra-ataque, aos 22, Lucas Braga apareceu bem pelo lado direito e segue até a linha de fundo. Ele cruzou forte e a bola chegou até Felipe Jonatan. O lateral bateu cruzado e rasteiro, mas mandou a bola à esquerda do gol.


Dois minutos depois, Kaio Jorge apareceu armando e abriu bem na direita com Lucas Braga. Na saída de Tadeu, ele deu uma cavadinha. Marinho surgiu bem para completar a jogada e mandou para fora. Se fosse gol, ele seria invalidado, porque o atacante estava em posição de impedimento.


O lateral-esquerdo do Santos quase ampliou o placar aos 32. Após receber de Soteldo, ele cruzou fechado e Tadeu se esticou todo para salvar o Goiás.


Aos 37 minutos, Kaio Jorge, que completou hoje 19 anos, fez 2 a 0 para o Peixe. Na esquerda, Soteldo levantou na grande área. Quase na linha de fundo, Lucas Braga ajeitou de cabeça para trás e o jovem atacante mandou para o fundo do gol.


Em desvantagem, o Goiás tentou responder na sequência. Jefferson cruzou e a bola sobrou na entrada da grande área. Breno soltou bomba rasteira, porém John caiu bem para fazer a defesa.


Ficha técnica

Vila Belmiro - 18h15

Arbitragem - Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa/RJ), Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa/RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)

Gols - Lucas Bragas, aos 6, e Kaio Jorge, aos 37 minutos do primeiro tempo; Rafael Moura, aos 9 e aos 31, David Duarte, aos 14, Fernandão, aos 30, e Marinho, aos 41 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Breno, Rafael Moura, Iago Mendonça, Douglas Baggio (Goiás), Luan Peres, Kaio Jorge, Guilherme Nunes e Soteldo (Santos).

Santos - John; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan (Bruno Marques); Sandry (Guilherme Nunes) e Diego Pituca (Jean Mota); Marinho, Lucas Braga (Lucas Lourenço), Soteldo e Kaio Jorge. Técnico: Cuca.

Goiás - Tadeu; David Duarte, Iago Mendonça e Heron; Shaylon (Índio), Breno (Taylon), Henrique Lordelo, Daniel Silva e Jefferson (Vinícius); Fernandão (Douglas Baggio) e Rafael Moura. Técnico: Glauber Ramos.

Logo A Tribuna