Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Cuca desconversa sobre permanência no Santos e promete luta para voltar à Libertadores

Treinador tem contrato com o o clube até o fim do Brasileirão e cresceram os rumores de que o técnico deixaria a Vila Belmiro

Por: Bruno Lima  -  03/02/21  -  22:38
Atualizado em 03/02/21 - 22:45
  Foto: Ivan Storti/Santos FC

Em sua primeira entrevista após o vice-campeonato da Libertadores, o técnico Cuca desconversou sobre uma possível saída do Santos depois do Campeonato Brasileiro. Depois do empate por 3 a 3 com o Grêmio, em Porto Alegre, na tarde de ontem, o treinador do Peixe afirmou que vai suar sangue para recolocar a equipe na competição continental e só depois disso irá pensar sobre o seu futuro.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Cuca tem contrato com o Santos até o fim do Brasileirão, e após a derrota para o Palmeiras, no sábado, na final da Libertadores, cresceram os rumores de que o técnico deixaria a Vila Belmiro.


"Eu tenho contrato com o Santos até dia 24 e vou suar sangue a cada minuto. Depois vemos o que faremos. Minha cabeça está boa, mesmo com o coração dolorido. Estamos nos levantando juntos. Eles me levantam, eu levanto eles. É assim que funciona", disse Cuca em entrevista coletiva na Arena do Grêmio.


Para estar na Libertadores deste ano, o Santos só tem um caminho, que é o Campeonato Brasileiro. E segundo Cuca, esse caminho é plenamente acessível.


"Acredito piamente que temos condições de atingir (o objetivo). Vamos lutar por isso todos os minutos como fizemos hoje. Temos um objetivo. Perdemos um, que era a Libertadores, e temos que buscar outro. Temos 46 pontos e faltam cinco jogos. Atlético-GO sábado, outro desgaste enorme com mais dois suspensos do jogo de hoje. Temos Corinthians, Coritiba e Fluminense em casa, fechando com Bahia fora. Cinco jogos. Não sei quantos pontos precisaremos para entrar no G-6, G-7 ou G-8. Temos que decidir jogo a jogo. Hoje foi uma decisão, no sábado teremos outra", disse o técnico.


Logo A Tribuna