Cotado no Santos, Abel Braga elogia presidente José Carlos Peres

No Uruguai, o treinador falou para A Tribuna On-line sobre a possibilidade de assumir o Peixe

Por: Bruno Lima  -  22/11/18  -  19:48
  Foto: Mailson Santana/Fluminense F.C

Ainda sem saber se Cuca permanecerá à frente do Santos em 2019, principalmente após o treinador confirmar que tem um problema de saúde (cardíaco), a diretoria do Peixe já se movimenta em busca de um plano B. E um dos nomes mais fortes nos bastidores da Vila Belmiro é o de Abel Braga.

No Uruguai para compromissos pessoais, o treinador conversou com A Tribuna On-line no início da tarde desta quinta-feira (22) e revelou que tem grande admiração pela postura profissional do presidente santista José Carlos Peres.

“Acabei de chegar ao Uruguai e não fui procurado por ninguém. Meu filho é quem cuida da minha carreira, e ele não me falou nada. E, além disso, não vou resolver nada nos próximos dias. Volto ao Brasil na semana que vem e só a partir daí vou pensar sobre essas coisas”, disse Abel por telefone, antes de falar sobre a sua relação com Peres.

“Quando eu estava no Al-Jazira (Emirados Árabes, entre 2015 e 2016), ele me procurou representando o Santos e disse que gostaria de me contratar. Naquele momento, falei que não poderia aceitar, mas ele respondeu que me esperaria. Alguns dias se passaram e o Peres me ligou novamente para dizer que a pressão para a contratação de um novo treinador estava forte e, por isso, não poderia mais esperar por mim. Ele foi muito correto e esse tipo de coisa é importante para mim”, acrescentou o treinador.

Forte concorrência

Caso o problema de saúde e a relação turbulenta com o presidente sejam determinantes para que Cuca deixe a Vila Belmiro, a diretoria do Santos terá forte concorrência para contratar Abel Braga.

Sem clube desde que deixou o Fluminense, em junho deste ano, o treinador é um dos nomes preferidos do Flamengo para a próxima temporada.Com eleições marcadas para o mês que vem, situação e oposição do Rubro-Negro carioca já demonstraram interesse em ter Abel. Principalmente se Renato Gaúcho decidir permanecer no Grêmio.

Questão salarial

Um dos pontos que preocupavam a diretoria do Santos em relação a Abel Braga seria o salarial. Porém, se considerarmos os custos da atual comissão técnica, não há problema.

No Fluminense, Abel recebia R$ 500 mil por mês. Com os encargos, a sua comissão, composta por um preparador de goleiros, um auxiliar técnico e um preparador físico, gerava um custo mensal para o time das Laranjeiras de R$ 900 mil.

De acordo com apurado por A Tribuna On-line, Cuca recebe R$ 6 mil a mais do que Abel recebia no Tricolor carioca. Entretanto, com os encargos, a comissão técnica do Peixe, formada por Cuquinha e Carlinhos Neves, custa R$ 1,5 milhão.


Logo A Tribuna