Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Com um a menos, Santos arranca empate no fim com o Grêmio

Com dois gols de pênalti no segundo tempo, Peixe evitou a derrota e conquistou 1 ponto após 3 a 3 no placar

Por: Por ATribuna.com.br  -  03/02/21  -  21:07
Atualizado em 03/02/21 - 21:10
Madson (à esquerda) converteu o pênalti que deu o empate ao Santos em Porto Alegre
Madson (à esquerda) converteu o pênalti que deu o empate ao Santos em Porto Alegre   Foto: Ivan Storti/Santos FC

O Santos deu sinal de vida em Porto Alegre. Após perder a Libertadores para o Palmeiras, o Alvinegro empatou com o Grêmio por 3 a 3, nesta quarta-feira (3), em Porto Alegre, após estar perdendo por 3 a 1. Jogo foi válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Sem Marinho e Soteldo, machucados, o Santos fez um primeiro tempo aceitável. Chegou a abrir o marcador e, mesmo levando o empate, conseguiu responder às investidas dos donos da casa. Dois gols relâmpagos no começo da etapa final, porém, quase derrubaram a equipe santista, que contou com dois gols de pênalti para empatar.


Com o resultado, o Santos vai a 46 pontos, na oitava posição, sem contar os jogos restantes da rodada. O Grêmio fica com 53, em sétimo.


Após empatar em Porto Alegre, o Santos volta a jogar no sábado (6), contra o Atlético-GO, em Goiânia, às 21 horas. O Grêmio encara o Botafogo na segunda-feira, às 20 horas, no Rio de Janeiro.


Em Porto Alegre, o Santos começou levando susto. Logo a 1 minuto, Pepê tocou para Diogo Barbosa, que, dentro da área, pela esquerda, bateu com perigo. Mas quem marcou foram os visitantes. Aos 7, Luan Peres surgiu de surpresa no ataque, após bom passe de Arthur Gomes, driblou Rodrigues e cruzou para Kaio Jorge fazer 1 a 0.


Com a vantagem, o Santos apertou ainda mais a marcação e dificultou bastante a vida do Grêmio, que praticamente não conseguiu criar nada.


Aos 33 minutos, porém, Pepê foi lançado por Jean Pyerre e dividiu a bola com Pará e John na área. O árbitro Wilton Pereira Sampaio marcou pênalti. Na cobrança, Diego Souza bateu e empatou: 1 a 1.


A partir daí, o Grêmio aumentou a pressão e melhorou. Aos 42, Diego Souza deixou Victor Ferraz sozinho com John, mas o lateral preferiu o toque ao chute e contribuiu para que a defesa santista fizesse o corte.


O Santos respondeu aos 44 minutos, quando Arthur Gomes cabeceou e Vanderlei se esticou todo para mandar a bola para escanteio.


Se no início do primeiro tempo o Grêmio apertou, mas não conseguiu marcar, no princípio da etapa final a história foi diferente. Aos 41 segundos, Pepê deixou Jean Pyerre na cara do gol, e o meia virou a partida.


Diferentemente do primeiro tempo, o Santos não esboçou reação. E levou o terceiro gol aos 7 minutos, quando Pepê recebeu de Lucas Silva e, à frente de John, após troca de passes na intermediária, chutou no canto de John.


O Santos passou a ter dificuldades para criar jogadas. Mas a sorte ajudou quando Sandry cabeceou e a bola tocou no braço de Matheus Henrique dentro da área. Pênalti que Arthur Gomes bateu e converteu: 3 a 2.


O Santos tentou pressionar em busca do empate, mas praticamente não teve chance de concluir a gol. Para piorar, Sandry ainda foi expulso, após receber o segundo cartão amarelo. Entretanto, aos 46, após cobrança de escanteio, a bola tocou no braço de Luiz Fernando. Após consulta ao VAR, o árbitro marcou pênalti. Madson bateu e salvou o Peixe: 3 a 3 aos 50 do segundo tempo.


Grêmio


Vanderlei; Victor Ferraz (David Braz), Rodrigues, Kanemann e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Thaciano), Matheus Henrique e Jean Pyerre (Maicon); Alisson (Luiz Fernando), Diego Souza (Ferreirinha) e Pepê. Técnico: Renato Gaúcho.


Santos


John; Pará (Vinícius Balieiro), Laércio, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison (Ivoney), Sandry e Jean Mota (Madson); Lucas Braga; Kaio Jorge (Bruno Marques) e Arthur Gomes (Ângelo). Técnico: Cuca.


Gols: Kaio Jorge, aos 7, e Diego Souza, aos 36 minutos do primeiro tempo; Jean Pyerre, aos 41 segundos, Pepê, aos 7 minutos, Arthur Gomes, aos 21, e Madosn, aos 50 minutos do minutos do segundo tempo


Cartões amarelos: Sandry, Kanemann, Diego Souza, Madson, Matheus Henrique, Victor Ferraz e Luiz Fernando


Cartão vermelho: Sandry


Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)


Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre


Logo A Tribuna