Bustos evita reclamar de calendário e diz que Santos precisa pensar em "ganhar" tudo o que disputar

Treinador do Peixe já pensa no clássico contra o Corinthians, nesta quarta-feira (22), pela Copa do Brasil

Por: Fúlvio Feola  -  19/06/22  -  07:13
Atualizado em 19/06/22 - 20:52
Bustos fala do calendário brasileiro, mas que não adianta reclamar
Bustos fala do calendário brasileiro, mas que não adianta reclamar   Foto: Ivan Storti / Santos FC

O técnico Fabián Bustos parece, enfim, ter compreendido que não adianta reclamar do calendário de jogos do futebol brasileiro. Disputar três competições ao mesmo tempo, e ter de ganhar tudo, faz parte da cultura nacional.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios


O treinador argentino, que estava no Barcelona de Guayaquil, do Equador, garante que queria trabalhar no Brasil. Agora, sabendo como funciona, opta em não falar mais e pensa em "ganhar ou ganhar" tudo que disputar.


"Me queixar do calendário, não. Eu quis vir para o Brasil trabalhar. Sabia da intensidade. O melhor que eu posso fazer é competir em todos, porque a torcida e alguns comunicadores sofreríamos por não classificar; se não passamos na Copa do Brasil, haveria crítica a nós, jogadores, todos. O melhor a fazer é ganhar, ganhar, ganhar, conseguir passar de fase. Todo treinador sofre exatamente o mesmo. Não vou me queixar do calendário, porque estava cômodo, dirigindo uma equipe, com contrato. Mas eu quis vir para o Brasil. Agora tenho que fazer o melhor possível. Tenho pouco tempo para trabalhar, muita viagem.", disse Bustos.


Visando o confronto diante do Corinthians, na próxima quarta-feira (22), às 21h30, na Neo Química Arena, em jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, o treinador acredita que não poderá novamente contar com o zagueiro Maicon, que trata uma lesão muscular na coxa direita. Em relação ao atacante Ângelo, que atuou no segundo tempo do empate em 2 a 2 contra o Red Bul Bragantino, treinador ainda tem dúvida.


"Acredito que Maicon não vai jogar na quarta-feira. Ângelo, vai depender", finalizou o técnico Bustos.


Logo A Tribuna