Sérgio Guedes comenta preparação da Portuguesa Santista e analisa calendário da série A2

Treinador falou sobre montagem do elenco e disse: "A Briosa vai brigar pelo acesso"

Por: Diego Palma  -  18/12/18  -  09:33
Treinador disse que a sua cobrança por resultados é maior do que a da torcida
Treinador disse que a sua cobrança por resultados é maior do que a da torcida   Foto: Fernanda Luz/AT

Depois de conseguir o acesso para a série A2 do Campeonato Paulista, o técnico da Portuguesa Santista, Sérgio Guedes, tem mais um desafio pela frente: o de levar a Briosa para a elite do Paulistão em 2020. Em entrevista para A Tribuna On-line, o técnico analisou como está sendo a preparação para os jogos, e comentou sobre o calendário desta temporada.


“Nós temos um esboço da equipe pronto. A gente sempre guarda uma peça ou outra para uma necessidade pontual que venha a surgir. Como não temos divisão de base, nossa margem de erro [em contratações] tem que ser muito pequena”, analisou o treinador.


Para 2019, a diretoria da Portuguesa Santista ‘foi às compras’. Chegaram o lateral-direito Roni Portela, os goleiro André Luiz e John (emprestado do Santos), os zagueiros Lucas Balardin, Marllon e Luiz Eduardo, o atacante Wesley da Silva, o meio-campo Rayllan Campos e o volante Acleisson.


A chegada de todos esses atletas tem uma explicação. Depois da conquista do acesso para a série A2 do Paulistão, a Briosa não disputou nenhum jogo oficial, e acabou perdendo parte do elenco.


Mesmo com essa quantidade de jogadores, o treinador ainda disse que mais gente pode pintar no elenco.


“Não existe algo específico. Vai depender, também, da resposta que o time der dentro de campo. No decorrer dos nossos amistosos, veremos se vai faltar alguém. Caso falte, vamos olhar o que o mercado nos proporciona”, declarou.


Treinador vai começar a disputa da série A2 no dia 20 de janeiro
Treinador vai começar a disputa da série A2 no dia 20 de janeiro   Foto: Reprodução/TV Tribuna

Novo desafio na carreira


Saindo do assunto preparação, Sérgio foi questionado se existe alguma receita para lidar com o novo desafio e a expectativa que o torcedor tem para este ano.


“Então... A responsabilidade aumenta, porque se criou uma expectativa. O cenário é otimista, mas a gente precisa manter os pés no chão, para começar bem a competição. A nossa responsabilidade é muito similar à do ano passado. Temos um time que está sendo formado de novo, mas estamos entrando em um campeonato com clubes diferentes. A pressão que eu me coloco é muito maior do que a que os torcedores depositam no clube”, comentou.


Já que se trata de um novo desafio, qual diferença é rapidamente notada? À reportagem, Sérgio contou sua opinião, e disse que isso pode ser diminuído com muito trabalho.


“A diferença está nos clubes, e a gente a minimiza com o trabalho realizado no dia a dia. Nós aproveitamos cada momento que temos para trabalhar, pois, daqui a pouco, o Paulistão começa, e ele vai nos cobrar preparo”, analisou.


Sérgio orientando Rômulo durante os treinamentos
Sérgio orientando Rômulo durante os treinamentos   Foto: Douglas Teixeira / Portuguesa Santista

Calendário com jogos difíceis


Nesta nova divisão, a Portuguesa Santista vai encarar times que já frequentaram a elite do Paulistão: Nacional, Linense, Portuguesa, Água Santa, XV de Piracicaba, Juventus e Santo André.


No total, 15 jogos acontecem na primeira fase, e os oito primeiros se classificam para a disputa do mata-mata. Questionado sobre como encarar esses adversários e a sequência do campeonato, Sérgio disse que a Briosa vem para brigar pelo acesso à elite do futebol paulista.


“Eu entendo que o modo como os jogadores encaram as partidas vai fazer as dificuldades aparecerem. Estamos em um campeonato difícil [Paulista A2], mas não tem como eu descartar o acesso da Portuguesa. A gente vai brigar por ele e acreditar que virá. Temos que preparar uma equipe com força, dinâmica e velocidade”, completou.


A estreia da Briosa na série A2 do Campeonato Paulista acontece no dia 20 de janeiro (domingo), contra o Nacional, em Ulrico Mursa. A primeira fase acaba em 30 de março e, caso a Portuguesa Santista consiga avançar ao mata-mata, os confrontos começam no dia 3 de março e se encerram em 1º de maio.


Logo A Tribuna