EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

16 de Outubro de 2019

Sérgio Guedes afirma que não irá medir esforços para levar Portuguesa de volta à elite

Técnico da Briosa diz que o acesso é seu propósito há quase dois anos, e que ele não desistirá fácil de fazer a equipe ascender à divisão paulista principal

Após a derrota da Portuguesa Santista por 1 a 0 para o São Bernardo, pela penúltima rodada antes do mata-mata do Campeonato Paulista da Série A-2, o técnico Sérgio Guedes comentou a partida, que foi realizada neste domingo (24), em Ulrico Mursa, e foi categórico ao dizer que não medirá esforços para levar a Briosa de volta à elite estadual.

"Enfrentamos um bom time, que tem uma folha de 700 mil reais. (...) Sem querer justificar [o revés], mas precisamos considerar o que temos de menos em relação a eles. Menos investimento, menos orçamento. E, mesmo assim, a Portuguesa se supera a cada momento", disse o treinador, além de reafirmar algo que diz sempre: que sua equipe "trabalha em cima de limites".

O próximo confronto do time rubro-verde é diante do Votuporanguense, no próximo sábado (30), às 15h (de Brasília), fora de casa. Mesmo matematicamente garantida nas quartas de final da competição há uma semana, a Briosa tentará se consolidar entre os quatro primeiros da tabela. Hoje, ela se encontra em quarto lugar, com 24 pontos somados.

Segundo Sérgio, há uma expectativa de melhora em relação ao jogo contra o Bernô. O treinador crê que seus jogadores precisam descansar, e que há, também, a necessidade de um maior entendimento entre eles. "Joga-se muita coisa nos próximos 20, 30 dias. Vamos extrair o que é necessário para atingir um propósito que é meu há quase dois anos", falou.

"Tenho vendido para todas as pessoas que aqui comigo estão que eu gostaria de trazer a Portuguesa de volta à primeira divisão, e eu não vou medir esforços para isso. Pela experiência que eu tenho, pela rodagem, eu conheço de verdade o caminho. Sei as dificuldades e as possibilidades que temos. Vou me apegar nisso. Não desisto fácil. O time é bom e tem caráter para brigar pelo acesso", concluiu.