EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

24 de Fevereiro de 2020

João Lucas celebra boa fase da Briosa e mira mais um acesso

Após subir três vezes de divisão, goleiro elogia postura do time, que neste domingo (16) pega o São Bento, às 10 horas, no estádio Ulrico Mursa

Dona da melhor defesa da Série A2 do Campeonato Paulista, ao lado do São Bernardo, com 4 gols sofridos em seis jogos, a Portuguesa Santista enfrenta o São Bento neste domingo (16), às 10 horas, no estádio Ulrico Mursa, disposta a aumentar a série invicta (três vitórias e um empate) e a se manter no bloco de cima da tabela. 

Titular da meta rubro-verde, o goleiro João Lucas, de 26 anos, divide o bom momento defensivo da equipe, terceira colocada da segunda divisão, com 11 pontos, com toda a equipe. O São Bento é o 12º, com 6. 

“Isso é um trabalho de todo o grupo. Desde lá da frente, que aperta a marcação, até a defesa. Isso vem dando resultado e é continuar trabalhando pra ir minimizando os erros e cada vez tomar menos gols”, diz o arqueiro. 

Um dos jogadores que chegaram à Briosa este ano, João Lucas foi formado nas divisões de base do Botafogo de Ribeirão Preto, clube que defendeu durante dez anos. Em 2019 atuou pelo Água Santa, que ascendeu à elite do futebol paulista. 

De acesso, aliás, o goleiro entende. “Participei de todos os acessos do Botafogo. Da Série D, da Série C e do título da Série D em 2015. Saí de lá em 2018 e fui pro Água Santa em 2019, conquistando o acesso à Série A1 do Paulista”. 

Ligação especial

Após o contato do empresário do jogador com a Briosa, João Lucas recebeu uma ligação especial. “O Sérgio (Guedes) viu o meu vídeo e gostou. Ele me ligou falando do projeto de reestruturação da Portuguesa. Querendo ou não, o Sérgio te ligando, não tem como falar não. Um cara que entende da posição, foi muito bem-sucedido. Aí eu abracei o projeto”. 

Com 1,85m, altura que pode ser considerada baixa para a média dos goleiros, João Lucas se desdobra nos treinos. “O trabalho é dobrado, tem que compensar, trabalhar saída de bola, saída de gol e agilidade. O que tenho de melhor é a velocidade”. 

Outra habilidade que o goleiro diz gostar de exercitar é a de jogar com os pés. “Eu gosto muito de sair jogando e o Sérgio também gosta. Tanto que a gente sempre trabalha com os dois zagueiros abertos pra dar essa possibilidade”. 

Ciente da pegada diferente da Série A2, João Lucas vê a Briosa forte na briga por uma das duas vagas à elite paulista em 2021. “A A2 é muito mais competitiva do que a A1 (primeira divisão). Às vezes nem tem tanta qualidade, tem que ir na raça, na superação. Nosso time sabe o que quer, sabemos o que precisamos fazer e melhorar pra ir em busca desse acesso”. 

 

Tudo sobre: