Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Pia faz balanço positivo do período de preparação da seleção brasileira feminina

O ano de 2021 da seleção brasileira feminina começou cheio de trabalho e ele está tendo um balanço positivo por parte da técnica sueca

Por: Do Estadão Conteúdo  -  20/01/21  -  12:34
Atualizado em 20/01/21 - 12:39
Pia prevê 'jogo duro' para o Brasil contra o Canadá e indica que fará mais testes
Pia prevê 'jogo duro' para o Brasil contra o Canadá e indica que fará mais testes   Foto: Daniela Porcelli/CBF

O ano de 2021 da seleção brasileira feminina começou cheio de trabalho e ele está tendo um balanço positivo por parte da técnica sueca Pia Sundhage. Desde o último dia 5, a equipe está concentrada em Viamão, no Rio Grande do Sul, para o primeiro período de preparação já de olho nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, adiados em um ano por conta da pandemia do novo coronavírus. As atividades terminam nesta quarta-feira e, para a treinadora, foi uma importante oportunidade para avaliar de perto as atletas.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

"Eu acho que tem sido fantástico, tive boas impressões aqui! Contamos com boas jogadoras neste período e, assim, conseguirmos montar um time coeso. Tivemos ótimas performances, jogos-treinos e bons treinamentos. Foi a melhor forma de começar o ano olímpico, com certeza!", avaliou Pia.

Para os 15 dias de treinamentos, a comissão técnica elaborou uma programação equilibrando a carga de trabalho com o grupo. Neste período de observações, a seleção feminina esteve em campo em três oportunidades para disputar jogos-treinos diante do time sub-16 masculino do Grêmio, a equipe feminina do Grêmio e o time masculino sub-16 do Cruzeiro-RS.

Neste primeiro encontro, Pia contou com 23 jogadoras, sendo que quatro ganharam a inédita oportunidade: as goleiras Vivi e Nicole e as meias Ingryd e Kerolin Nicole. Com as estreantes, a técnica somou 70 atletas convocadas para a seleção. De olho em novos talentos, a ideia é mesclar atletas jovens e experientes. Para a sueca, a mistura contribui para que todas se sintam desafiadas e garante: "todas precisam brigar por uma vaga na Olimpíada".

"Preciso dizer que a Marta está aqui há muito tempo e neste período ela estava com tudo! Consegue imaginar se você está aqui pela primeira ou segunda vez e tem a chance de jogar contra ela? Ou com ela? Essa mistura é muito importante para encontrarmos as melhores jogadoras, porque muitas delas estão aqui há muito tempo. Elas realmente precisam dar tudo de si porque as jovens atletas estão aqui mostrando trabalho e elas também querem representar a seleção brasileira", destacou.

O primeiro compromisso oficial da seleção feminina neste ano será a disputa do Torneio She Believes, nos Estados Unidos, na Data Fifa entre os dias 15 e 24 de fevereiro. Na competição, o Brasil enfrentará as equipes dos Estados Unidos, Japão e Canadá. Com o foco na disputa, Pia destaca quais serão os próximos passos da comissão técnica.

"O próximo passo que teremos é decidir quem irá para o She Believes. Vamos olhar os treinamentos novamente, temos todas as filmagens e veremos os jogos. Vamos selecionar o melhor time para a competição. Teremos muitas jogadoras desse período de treinamento, mas também algumas jogadoras que atuam nos times da Europa", avaliou.


Logo A Tribuna