Futebol de várzea santista passa a contar com lei de incentivo

Projeto de lei foi aprovado pela Câmara na noite desta quinta-feira (5)

Por: Por ATribuna.com.br  -  06/11/20  -  14:05
Atualizado em 06/11/20 - 14:12
Equipe sagrou-se tricampeão do Campeonato Santista da categoria cinquentão
Equipe sagrou-se tricampeão do Campeonato Santista da categoria cinquentão   Foto: Silvio Luiz/AT

O futebol de várzea santista passa a contar com uma política de incentivo e um fundo municipal para desenvolvimento da tradicional prática. Esses pilares foram aprovados na noite desta quinta-feira (5), pela Câmara de Santos. As medidas tem por objetivos incentivar a prática de atividades físicas, estímulo a hábitos saudáveis, inclusão social e resgate das tradições culturais. 


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços! 


De autoria da vereadora Telma de Souza (PT), a regra é promessa para a modalidade poder se organizar em espaços públicos, sediar campeonatos e profissionalizar a gestão dos clubes de várzea. 


A petista afirma que o projeto facilitará o acesso ao esporte e o resgate das tradições culturais. “O futebol de várzea é umas das práticas mais tradicionais da Baixada Santista. Com este projeto, pretendemos impulsionar a atividade dos clubes, incentivar a aproximação das comunidades, melhorar as relações humanas e estimular as agremiações”, afirma. 


Pela regra, os campos de futebol públicos ou vinculados a clubes poderão ser organizados. A Administração Municipal também deverá fazer o inventário dos campos de futebol, verificando aqueles que possuem critérios para o exercício da modalidade. 


O Poder Público terá ainda a obrigação de desenvolver a formação profissional de dirigentes e dar suporte à estruturação de uma liga de futebol varzeano, que terá atuação independente. Os clubes precisam ter CNPJ, comprovar sua existência por registros históricos ou fotográficos e material jornalístico.   


Fundo Municipal 


Os vereadores santistas também aprovaram a criação do Fundo Especial para o Desenvolvimento do Futebol de Várzea (Fevarzea). Trata-se de uma espécie de um conselho diretor sem remuneração, composto pelo Governo Municipal e os clubes.  


A prefeitura deverá abrir um crédito especial de R$ 20 mil, que serão utilizados, inicialmente, para manutenção de espaços públicos voltados à prática do futebol de várzea, a modernização da gestão dos clubes, apoio financeiro a competições formadas por clubes de Santos, treinamento e desenvolvimento de recursos humanos e contratação de serviços especializados. 


Logo A Tribuna