EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

19 de Outubro de 2019

No Dia do Atletismo, amigos e familiares recordam carreira de Maria dos Remédios

Maratonista radicada em São Vicente colecionou vitórias ao longo de seus anos como competidora

No Dia do Atletismo, comemorado nesta quarta-feira (9), amigos e familiares recordam a carreira vitoriosa de Maria dos Remédios, maratonista radicada em São Vicente que ficou marcada na história da cidade.

Falecida em maio 2018, a atleta nasceu na cidade de São Bento, no Maranhão, onde vivia com oito irmãos, sendo dois homens e seis mulheres. Uma das irmãs, Maria dos Anjos, conviveu e até treinou com ela. Ela revela os esforços e o cuidado da irmã com toda a família e com o esporte.           

"Tínhamos uma relação de mãe para filha. Ela sempre cuidava dos irmãos. Sou umas das irmãs que veio para cá. Como eu treinava, tivemos a oportunidade de competir juntas, viajar, dividir os treinos e levantar de madrugada para treina. A lembrança dela é muito viva", declara, em entrevista ao site da Prefeitura de São Vicente.

Maria dos Anjos recorda, ainda, que a irmã começou a correr aos 22 anos e teve mais de duas décadas de trajetória no atletismo. "Ela conquistou muitos títulos, sendo pentacampeã na Ultramaratona de Campo Grande, campeã da Meia-Maratona A Tribuna e pentacampeã do Campeonato Santista".

Uma das amigas de Maria dos Remédios era a técnica de contabilidade Maria Cristina Oliveira. Emocionada, ela fala um pouco de seu relacionamento com a maratonista: "Começamos uma amizade por acaso. Eu sempre a via correndo na praia. Certo dia, nos encontramos, começamos a conversar e corremos juntas. Então, surgiu uma amizade verdadeira".   

Maria Cristina conta que a corredora deixou um legado na cidade: o projeto Mudanças de Hábito, que atua nas áreas Insular e Continental de São Vicente. Ele atende mais de 80 senhoras, que tiveram depressão e doenças crônicas, entre outros.

Homenagem

Por conta de seus feitos, Maria dos Remédios recebeu uma homenagem em São Vicente. Seu nome foi dado a uma escola de esportes na cidade. "Tive a ideia de colocar o nome dela como forma de homenagem. A escola oferece dez modalidades", diz o coordenador da escola, João Flávio de Andrade Carvalho.

Tudo sobre: