Danilo Morgado tem transferência de votos maior que adversária, Raquel Chini, aponta IPAT

O primeiro turno terminou com Raquel à frente, recebendo 39,05% dos votos válidos, e Morgado obteve 35,59%

A pesquisa do Instituto de Pesquisas A Tribuna (IPAT) sobre o segundo turno das eleições municipais de Praia Grande revela que Danilo Morgado teve mais sucesso do que Raquel Chini na transferência de votos do primeiro para o segundo turno. Em resumo: mais eleitores que votaram em outros concorrentes no dia 15 se mostraram dispostos a optar pelo candidato do PSL do que pela concorrente do PSDB.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços!

O primeiro turno terminou com Raquel à frente, recebendo 39,05% dos votos válidos, e Morgado obteve 35,59%. Na prática, sem contabilizar a margem de erro da pesquisa, é como se ela tivesse ampliado seu eleitorado em 9,5 pontos percentuais, e ele, em 15,8 pontos.

Entre aqueles que escolheram Alexandre Cunha (Republicanos), terceiro colocado no primeiro turno, 47,2% disseram que votarão em Raquel, e 30,6%, em Morgado.

Dos que optaram por Janaina Ballaris (PL, quarta colocada), 26,9% escolheram Raquel, e 23,7%, Morgado. Entre os eleitores de Delegado Comin (Pode, em quinto lugar), Morgado ficou com 84,7% das indicações, ante 4,7% de Raquel.

Detalhes

Comin foi o único dos candidatos citados acima que decidiu não apoiar nenhum dos eleitos ao segundo turno. Para o coordenador do IPAT, Alcindo Gonçalves, trata-se de transferência de votos por identificação ideológica.

Cunha manifestou apoio a Raquel (contrariando a direção municipal do partido), e Janaina disse que está apoiando Morgado para a eleição do dia 29.

Os cinco primeiros colocados no primeiro turno alcançaram 97,87% dos votos válidos, e os demais (Professor Maurício, do PT, Jasper Sol, do PSOL, e Erika Pedrosa, do PRTB), 2,13%.

Tudo sobre: