Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

São Vicente vai adotar barreira sanitária contra turismo de um dia

Prefeito Kayo Amado diz acatar na íntegra as novas regras após a Baixada Santista regredir para a fase laranja no Plano SP. Coloração vermelha será aplicada após as 20h e aos finais de semana

Por: Por ATribuna.com.br  -  24/01/21  -  12:20
Secretária de Saúde e prefeito apresentaram plano nesta segunda-feira
Secretária de Saúde e prefeito apresentaram plano nesta segunda-feira   Foto: Vanessa Rodrigues/AT

O prefeito de São Vicente,KayoAmado(Pode), sustentaque a cidade vai cumprir na íntegra as novas regras do Plano SP, após a Baixada Santista regredir na classificação estadual, na última sexta-feira (22),conformeo avançoda pandemia por Covid-19. Ele não descarta a adoção de barreiras sanitárias nos acessos aomunicípio. A medida tem por objetivo inibir o turismo de um dia e minimizaros riscos de contágio pela doença respiratória.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


“Informamos que iniciamos um trabalho intenso de conscientização, incluindo barreiras com orientações sanitárias no sentido de evitar a disseminação do coronavírus. É importante que as pessoas continuem a se preservar neste momento em que surge uma luz de esperança com o início da vacinação contra a covid-19", afirma o mandatário vicentino, por meio de nota.


LEIA MAIS:


Baixada Santista passa da marca de 3 mil mortes por Covid-19 desde início da pandemia


Maioria das cidades da Baixada seguirá reclassificação do Plano SP


Santos seguirá decretos do Estado e prefeito garante que não vai fechar as praias


Baixada Santista alternará entre fase laranja e vermelha; confira regras e horários


Baixada Santista regride à fase laranja do Plano SP e terá fase vermelha aos fins de semana


Ainda segundo Amado,o Plano São Paulo“é uma determinação legal com vigência em todo território estadual, cabe à Prefeitura de São Vicente acatar as restrições determinadas pelo Governo Estadual”.O chefe do executivo vicentino afirma ser solidário “com todos os afetados pelas medidas, na expectativa de que a colaboração permita que possamos voltar a atividades menos restritivas nas próximas semanas”.


Logo A Tribuna