EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

9 de Agosto de 2020

X-9 'vai' a Bertioga para buscar o topo outra vez

Fundada em 1944, a agremiação participa desde 1956 do desfile oficial das escolas de samba santistas

Vice-campeã em 2019, com o enredo Saudosa Maloca, não Posso Conter a Emoção, no qual homenageou o compositor Adoniran Barbosa e seu legado no samba, a escola falará sobre Bertioga neste ano, em busca de seu vigésimo título.

Para isso, a agremiação – pioneira, fundada em 1944 e que participa dos desfiles santistas desde 1956 – se aprofundou consultando livros, fazendo pesquisas com moradores locais e indo à Casa de Cultura local para levar a história bertioguense à Passarela Dráuzio da Cruz.

“Vamos contar a história da cidade, passar pelas lutas dos índios com os portugueses, mostrar os rios, áreas de pantanal, rio, flora e fauna”, afirma o diretor de Harmonia da escola, Antônio Carlos Braz Cairrão Júnior.

Quem assistir ao desfile também verá representados, os índios tupinambas e tupiniquins, os jesuítas e sua “missão de paz”. “Há uma ala de fundação do Rio de Janeiro em São Vicente, passando por pescadores, agricultura. E o padroeiro, São João Batista”, afirma.

A escola mostrará, ainda, a modernidade, a Vila de Itatinga e a Riviera de São Lourenço. “Mostraremos os mares, colônias de férias, o festival do camarão na moranga. E finalizando com o Natal, que tem uma das festas principais, o Natal iluminado.”

Também neste ano, a X-9 terá como novidades um quadripé (carro menor que o alegórico), a rainha de bateria Francine Carvalho, de São Paulo, e alegorias maiores.

“Nossa expectativa é a melhor possível. Estamos tentando melhorar os erros que nós tivemos no ano passado e estamos trabalhando neles. E, se tudo der certo, levar o título para o Bairro do Macuco e para a comunidade da X-9.”

Para isso, diz ele, “temos que dar nossos pulos, com parcerias e eventos. Mas a comunidade, nessa hora, é essencial. Nos ensaios, nos eventos, ajuda bastante, além dos sócios”.

Ficha técnica

Cores: Verde, vermelha e branca
Títulos: 19
Presidente: Jocemir Alves, o Mi
Diretor de Harmonia: Antônio Carlos Braz Cairrão Júnior
Carnavalesco: Wallace Vinicius
Intérprete: Bolinha
Comissão de frente: Chiquinho the Best
Mestre-sala e porta-bandeira: Fabiano Dourado e Thaís Paraguaçu
Componentes: 1.300 a 1.400
Alas: 16
Carros: 3
Quadripé: 1
Bateria: 180 ritmistas
Rainha: Francine Carvalho
Princesa: Jenifer Duarte

Tudo sobre: