'Vamos acabar com o problema de hemodiálise na região', diz provedor da Santa Casa

Reeleito para terceira gestão à frente do hospital, Ariovaldo Feliciano tomou posse nesta segunda-feira (17)

Solucionar o problema da hemodiálise (filtração do sangue de forma artificial, em que tem problemas renais) na Baixada Santista. Essa foi uma das promessas do contador e advogado Ariovaldo Feliciano, ao tomar posse, na noite desta segunda-feira (17), para o terceiro mandato (2020-2022) como provedor da Santa Casa de Santos.  

“Vamos atacar isso de imediato. O espaço onde realizamos hoje é acanhado, precisamos repaginar o setor, vamos pegar outro local. Temos 50 máquinas hoje, vamos comprar mais 50. Trabalhando com 100 máquinas de hemodiálise, em três turnos, são 300 pessoas fazendo por dia”, diz ele, ressaltando que essa iniciativa vai acabar com a deficiência regional na área.

Feliciano afirma que também vai reformar todas as alas reservadas a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). “Trazer ao padrão da Santa Casa, principalmente piso de granito, paredes com pastilhas e pintura especial. Vamos fazer muito breve”.  

O provedor disse que resolveu um dia concorrer a esse cargo porque admirava o hospital, se incomodava com a situação financeira dele e aceitou o desafio para colocar a casa em ordem. “Antes de mim, era totalmente deficitária. Equipamentos todos quebrados, sucateados. Troquei tudo aqui dentro, porque era uma casa falida”.  

Feliciano atribui a um “choque de gestão” essa mudança que ele afirma ter conseguido. “Fechei aquelas torneiras desse tamanho (grandes), que beneficiavam um monte de gente. As pessoas honestas gostaram da minha atitude, os desonestos não, porque foram atingidos. Mas isso foi primordial para colocar a Santa Casa em ordem”.  

Plano de saúde 

O ex-prefeito de Mongaguá, Paulo Wiazowski Filho, também foi reconduzido pela terceira vez à presidência do plano Santa Casa Saúde. Ele ressalta que a parceria com o maior hospital da região dá “musculatura necessária” para que o plano se torne cada vez mais competitivo, de qualidade e com retaguarda aos usuários.  

Além do provedor, tomaram posse o vice, Carlos Teixeira, e demais integrantes do Conselho (Foto: Matheus Tagé/AT)

“O plano faz parte de um processo de elaboração de receita para manter todo esse complexo hospitalar em pleno funcionamento”, afirma Wiazowski.  

Segundo ele, a sede do plano hoje está em um prédio de 11 andares, em Santos, e existe ainda o Santa Saúde Consulta, uma clínica de especialidades. A novidade será a inauguração, em março, na Avenida Ana Costa, de uma clínica de dois mil metros quadrados.  

“Vamos colocar ali cardiologia, fisioterapia, ortopedia, aquelas especialidades que requerem um espaço mais térreo. E com estacionamento para 100 vagas”.  

Tudo sobre: