EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

10 de Julho de 2020

Santos aplica R$ 1 mil em multas no primeiro mês do uso obrigatório de máscaras

Decreto municipal que dispõe sobre obrigatoriedade do uso da proteção facial em vias públicas completa 30 dias nesta segunda-feira (1º)

O decreto municipal que dispõe sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras em vias públicas de Santos completa um mês nesta segunda-feira (1º). Segundo dados da prefeitura, foram aplicadas dez multas a munícipes, o que totaliza R$ 1 mil.

A administração informou que a Guarda Civil Municipal (GCM) aplicou multas em munícipes pela resistência ao uso da proteção, mesmo após orientação e oferta da mesma doada pela guarnição.

O cidadão que for flagrado sem máscara será multado no valor de R$ 100. As multas estão previstas, também, para estabelecimentos comerciais que permitirem o acesso ou permanência de consumidores, clientes e frequentadores sem máscaras, no valor de R$ 3 mil. Os valores das multas serão aplicados em dobro, em caso de reincidência.

A Prefeitura de Santos informou, via nota, que os recursos angariados a partir das multas serão revertidos à aquisição de máscaras para a distribuição gratuita às pessoas em situação de vulnerabilidade na cidade.

O decreto que dispõe o uso obrigatório de máscaras faciais em bens públicos foi publicado no Diário Oficial em 24 de abril e passou a ser efetivo em 1º de maio.

Circulação na orla

No domingo (31) ensolarado, muitos santistas ignoraram o decreto municipal e se aglomeraram em diversas partes do calçadão em toda extensão da orla da cidade.

Equipes da Guarda Municipal intensificaram os trabalhos durante o dia para orientar a população que foi vista no calçadão e, também, na faixa de areia.

A circulação nas praias da cidade está proibida segundo decreto municipal desde o dia 4 de abril, com o objetivo de evitar a propagação do novo coronavírus.

Tudo sobre: