Pesquisa com pais e alunos define retorno das aulas em Santos

Prefeitura pediu opinião, em pesquisa, de pais, alunos, professores e demais profissionais da educação. Resultado da consulta pública será divulgado nesta semana

Sairá nesta semana o resultado da consulta feita pelo site da Prefeitura de Santos para saber a opinião de pais ou responsáveis, alunos, professores e demais profissionais da educação quanto ao retorno presencial das aulas na Cidade.

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

A Secretaria de Educação disponibilizou, por dez dias consecutivos (até ontem), só pela internet, uma pesquisa referente às três redes de ensino – municipal, estadual e particular. A ideia é que o resultado dessa consulta sirva para que a Prefeitura tome a decisão quanto a um possível retorno presencial e gradual dos alunos.

O formulário pedia que o participante informasse se sente segurança em frequentar a escola em setembro e em outubro, quando quer retornar e a opinião sobre o ensino remoto, entre outras perguntas.

Além da pesquisa, vale lembrar que a Prefeitura levará também em consideração o decreto estadual nº 65.061, de 13 de julho, que dispõe que, no cenário atual, o Centro de Contingência e a Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo recomendam que o setor da educação retome as atividades presenciais só quando todo o Estado se estabilizar por 28 dias na fase amarela do Plano São Paulo.

Retorno
A volta às aulas será em esquema de rodízio de alunos. A princípio, só 35% dos alunos de cada classe poderão frequentar as escolas a cada dia. O restante assistirá às aulas de forma remota. Na segunda fase, até 70% e, na terceira, 100%.

“Como não há tempo hábil para fazermos duas pesquisas, as duas questões deverão ser respondidas: sobre o retorno para atividades de reforço e acolhimento agora e sobre a retomada gradual das aulas presenciais em outubro”, disse a secretária de Educação de Santos, Cristina Barletta, assim que a Prefeitura anunciou que seria feita essa pesquisa.

Na ocasião, ela explicou que as regras valem também para as escolas privadas e estaduais e, por isso, essas redes também terão de escutar suas comunidades escolares. “Em Santos, nós fizemos uma pesquisa com os pais em agosto e mais de 80% se mostraram contra o retorno ainda neste ano. Porém, isso foi em agosto, quando tínhamos um outro cenário”.

Barletta afirmou ainda que a situação da pandemia melhorou em Santos e, assim, os responsáveis seriam ouvidos de novo. “Agora, teremos de aguardar o resultado dos questionários e dos indicadores da pandemia. Afinal, isso que decidirá o retorno”, disse a secretária.

Tudo sobre: