EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

19 de Setembro de 2019

Nova saída da balsa em Santos começa a funcionar nesta quarta-feira

Remodelação da saída da balsa no lado santista da travessia foi possível após demolição de imóveis e muros

A nova Ponta da Praia começa a ganhar vida. A Prefeitura de Santos libera nesta quarta-feira (11) a rota modificada de saída do sistema de travessia de balsas aos motoristas que vêm do Guarujá. A mudança viária torna obrigatório o acesso dos veículos que desembarcam nos atracadouros santistas pela Avenida Mario Covas Júnior (a antiga Avenida Portuária).  

A alteração faz parte do pacote de obras de remodelação do bairro, que chega à fase de construção de novos equipamentos turísticos, como o futuro Mercado de Peixes e Centro de Atividades Turísticas (CAT). 

A nova saída fica na área cedida pela União à Prefeitura, dentro do Terminal Pesqueiro Público de Santos (TPPS), e passa entre o futuro CAT e o entreposto de pesca, em reforma. A saída da via dará em frente ao futuro Mercado de Peixes.  

“Criamos bolsões de estacionamento para minimizar os efeitos da fila da balsa, reduzindo os impactos no trânsito”, afirma o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB).  

Ele acrescenta que a mudança viária foi projetada para evitar conflito no fluxo com o andamento das obras no local e após a entrega dos equipamentos. 

Nos dois últimos dias, funcionários da construtora responsável pela intervenção finalizaram os detalhes que faltavam para a liberação do acesso. Foram asfaltados os trechos finais e de conexão com as avenidas santistas. Também foram demolidos imóveis e um paredão que fazem divisa com a saída das balsas, ao lado do portão do TPPS.  

O gestor do projeto Nova Ponta da Praia, Glaucus Farinello, explicou que o atracadouro 1, que fica ao lado das barcas e é usado mais para bicicletas, não terá a saída alterada. 

Obras  

Nessa semana, tiveram início a construção dos imóveis que vão abrigar o Mercado de Peixes e o CAT. Essa é a fase de maior impacto visual e arquitetônico das intervenções no bairro.  

As modernas instalações do tradicional ponto de venda de pescados devem ser concluídas em março de 2020. Já a entrega do futuro local para convenções na Cidade ocorrerá em junho do ano que vem.  

Na última segunda-feira (9), os trabalhadores fizeram a preparação do local, com o cercamento do terreno e marcações no solo. Farinello explica que o novo comércio de pescados ocupará área de 1,7 mil m² na Avenida Mario Covas Júnior, a poucos metros da atual localização. 

Ficará em frente à nova saída das balsas e será fechado, com climatização e filtros para dispersão do ar. O espaço terá 20 boxes. A quantidade é 33% maior que o atual, sendo o excedente destinado aos permissionários em situação regularizada da Rua do Peixe. 

O conjunto de obras integra a compensação financeira do Grupo Mendes para erguer quatro prédios residenciais em parte dos terrenos que abrigavam clubes náuticos. O custo estimado da reformulação é de R$ 130 milhões – sem recursos públicos.