EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

19 de Maio de 2019

Mutirão elimina mais de 30 focos com larvas do Aedes aegypti em Santos

Ação de combate ao mosquito transmissor da dengue foi realizada no Estuário

Um mutirão de combate ao Aedes aegypti eliminou 35 focos com larvas de mosquito, nesta quarta-feira (17), no Estuário, em Santos. A ação, realizada pela prefeitura, percorreu 846 imóveis no bairro com o objetivo de evitar a proliferação do inseto transmissor de doenças como a dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Vinte e nove agentes de combate a endemias e dez agentes comunitários de saúde participaram do mutirão. Enquanto os agentes percorriam os imóveis, a equipe de Informação, Educação e Comunicação (IEC) da Secretaria de Saúde complementava as ações de combate ao mosquito Aedes aegyptipor meio de folhetos informativos e materiais educativos em estande montado na feira livre realizada na Praça Nossa Senhora da Aparecida.

Foram transmitidas orientações sobre a correta higiene de recipientes que possam acumular água e o uso do cloro e do sal como aliados no combate ao mosquito. A população ainda pôde visualizar, com o auxílio de lupa, como são os ovos depositados pela fêmea do Aedes aegypti em locais com água parada.

Em 2019, Santos contabiliza 26 casos de dengue (3 no Estuário), um de chikungunya e um de zika. A última ocorrência de febre amarela na Cidade foi em 1998.