Jovem de 28 anos vence batalha contra a Covid-19 após 14 dias internado em Santos: 'Medo de morrer'

Bruno Henrique da Silva passou sete dias na UTI do Hospital Ana Costa. Emocionado, ele agradece a Deus e aos profissionais de saúde

Por: Carlos da Hora  -  20/01/21  -  10:07
Bruno Henrique no hospital e no dia em que recebeu alta
Bruno Henrique no hospital e no dia em que recebeu alta   Foto: Arquivo Pessoal

O jovem Bruno Henrique da Silva, de 28 anos, passou por momentos desesperadores por conta da Covid-19 mesmo sem ter nenhum problema de saúde crônico. O morador de Guarujá passou 14 dias internado no Hospital Ana Costa de Santos e revelou que em alguns momentos achou que não iria sobreviver.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Em conversa com ATribuna.com.br, o empresário contou que não sabe como contraiu a doença. Mas ressalta que começou a passar mal e ter febre após as festividades de Natal.


No dia 26 de dezembro, Bruno já havia perdido o paladar e o olfato - principais sintomas do vírus. No mesmo dia ele foi ao hospital e após a consulta foi instruído a cancelar seus compromissos e permanecer isolado. Mas mesmo em quarentena, a situação não melhorou.


"Tive crises de tosse nos dias 29 e 30, quando comecei a sentir falta de ar. Após outra crise de tosse muito forte no dia 31, decidi retornar ao hospital", revela. Bruno foi a uma unidade de saúde em Guarujá e, após realizar um raio-x e tomografia, foi encaminhado para outro hospital, em Santos. Lá, uma médica contou que o jovem tinha a opção de se internar de imediato ou voltar para casa e tomar antibiótico. Como queria passar a virada do ano com a família, ele decidiu começar com a medicação e voltar para casa.


Internação


Os sintomas pioraram e no primeiro dia de 2021 ele foi internado. Passado alguns dias de tratamento, Bruno precisou ser encaminhado a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) por conta do seu pulmão avariado. "Assim que recebi a notícia só conseguia pensar que eu não poderia ser entubado, esse era o meu maior medo".


O empresário já no quarto após período na UTI
O empresário já no quarto após período na UTI   Foto: Arquivo pessoal

A determinação do jovem de aprender a respirar com a ajuda dos aparelhos foi recompensada e ele não precisou ser entubado. No dia 7 de janeiro, o empresário recebeu alta da UTI e foi para o quarto. Já pensando em voltar ao lar, Bruno precisou ficar mais um tempo no hospital após contrair uma pneumonia bacteriana.


Além das doenças, o morador de Guarujá também sofreu com o emocional no período. "Tive uma crise de ansiedade muito forte no dia 12, precisei tomar um calmante a tarde e outro pela noite para conseguir dormir tranquilo". Contudo, dois dias após a crise - na última quinta-feira (14) - ele recebeu alta.


Agradecimentos


Após 14 dias de drama, Bruno agradece a Deus pela recuperação. "Foi ele quem me salvou". Contudo, o jovem também se emocionou ao falar da equipe médica com quem conviveu nestas últimas duas semanas.


"Eles também são responsáveis pela minha melhora. A simpatia e o carinho que eles me trataram será lembrado pra sempre. Nunca vou esquecer das vezes que peguei na mão das enfermeiras com o verdadeiro medo de morrer e elas conseguiram me acalmar", disse.


Logo A Tribuna