Força-tarefa de Santos multa três e orienta mais de 260 pessoas na orla

Ação realizada neste sábado (8) alertou para medidas de distanciamento e maneira correta de utilizar máscaras faciais

Agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) autuaram três pessoas por recusar o uso de máscaras faciais na orla de Santos, neste sábado (8). Outros 260 santistas receberam orientações sobre as medidas de distanciamento e maneira correta de utilizar da proteção individual. Os números foram divulgados pela corporação e fazem parte de mais uma força-tarefa realizada no calçadão e faixa de areia a fim de evitar abusos pelos praticantes de atividades físicas nas praias da cidade.  

Os registros, feitos desde as 7h, apontaram 182 orientações sobre aglomerações ou utilização irregular da faixa de areia; 80 orientações sobre o uso correto de máscaras e as três multas.  

A ação permanente da Guarda Civil Municipal (GCM) visa orientar a população a fim de evitar a propagação do novo coronavírus, e fiscalizar as regras de utilização das praias e de máscaras por parte dos frequentadores da praia. Participam da operação até 50 guardas civis municipais por dia, em toda a extensão da orla, das 7h às 19h, a pé, em viaturas, quadriciclos e motos, somando 27 veículos.  

Regras

Desde o início de julho, as praias de Santos estão liberadas para atividades esportivas individuais, sem restrição de horário, mas a flexibilização exige o cumprimento das medidas adotadas pela Prefeitura, que passou a permitir o uso do calçadão e da faixa de areia para corrida e caminhadas, natação, surfe, stand up, canoagem e banho de mar.   

O uso de máscaras em espaços públicos é obrigatório desde o dia 1º de maio como forma de prevenção ao novo coronavírus. A medida também é válida para estabelecimentos comerciais e transporte público.   

As multas, de R$ 100,00, são aplicadas em dobro em caso de reincidência, penalizando pessoas que não quiserem usar máscaras, apesar das recomendações das autoridades e orientações da GCM. 

Tudo sobre: