Escolas municipais de Santos terão 'estudiotecas' com equipamentos tecnológicos

Objetivo é inserir a tecnologia nas escolas e aproximar o ambiente escolar da realidade que os alunos vivem fora dela

Por: De A Tribuna On-line  -  08/02/19  -  14:12
Espaço ficará à disposição de toda equipe pedagógica como opção de incremento às aulas
Espaço ficará à disposição de toda equipe pedagógica como opção de incremento às aulas   Foto: Isabela Carrari/ PMS

Escolas municipais de Ensino Fundamental de Santos passarão a ter bibliotecas repaginadas, com equipamentos digitais e criação de núcleos tecnológicos. São as chamadas 'estudiotecas', implantadas por meio do projeto 'Escolas que Inovam', beneficiando 21.902 alunos.


A novidade é fruto de parceria entre a prefeitura e a iniciativa privada, e contempla, nesta fase, 30 escolas e 13.902 estudantes. Em julho de 2018, outros 8 mil alunos de nove escolas passaram a integrar o 'Escolas que Inovam', beneficiados em convênio da administração municipal com outra empresa.


As nove unidades são a Ayrton Senna da Silva (Campo Grande), Cidade de Santos e Florestan Fernandes (Embaré); José Carlos de Azevedo Jr. (São Manoel); Padre Leonardo Nunes (Castelo); Lourdes Ortiz e Pedro II (Ponta da Praia); Pedro Crescenti (Rádio Clube); Vinte e Oito de Fevereiro (Saboó).


O objetivo do projeto é inserir a tecnologia nas escolas e aproximar o ambiente escolar da realidade que os alunos vivem fora dela. A iniciativa, que deve ser implementada em todas as escolas até o próximo ano, contempla duas frentes: a melhoria das bibliotecas já existentes, que serão completamente repaginadas, receberão novos mobiliários e passarão a contar, também, com equipamentos digitais; e a instalação da estudioteca, espaço novo que contará com núcleos tecnológicos com diferentes equipamentos digitais como computadores, tablets, datashow e impressoras.


O espaço ficará à disposição de toda a equipe pedagógica, como opção de incremento às aulas de qualquer disciplina. A elaboração dos projetos de reforma das bibliotecas e a implantação das estudiotecas contou com a participação ativa da comunidade escolar, que passou as expectativas dos alunos e do corpo docente. Os professores serão treinados para utilizarem os equipamentos.


Logo A Tribuna