EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

19 de Setembro de 2019

Barbosa garante entrega de obras na Ponta da Praia de Santos até 2020

Segundo prefeito, Mercado de Peixes deve ser entregue em março, enquanto Centro de Atividades Turísticas, em junho

As obras da remodelação da Ponta da Praia, em Santos, devem ser entregues até 2020. A garantia é do prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), que fez uma visita no local nesta quarta-feira (11). O chefe do Executivo acompanhou a liberação da rota modificada de saída do sistema de travessia de balsas aos motoristas que vêm do Guarujá. A mudança viária torna obrigatório o acesso dos veículos que desembarcam nos atracadouros santistas pela Avenida Mario Covas Júnior (a antiga Avenida Portuária).  

A nova saída fica na área cedida pela União à Prefeitura, dentro do Terminal Pesqueiro Público de Santos (TPPS), e passa entre o futuro Centro de Atividades Turísticas (CAT) e o entreposto de pesca, em reforma. A saída da via dará em frente ao futuro Mercado de Peixes.  

"A urbanização que está sendo feita desde o canal 6 até a Avenida Mario Covas está avançando. Chegamos hoje em um ponto importante, que é o desvio do trânsito da balsa nessa nova via que fizemos. E, depois de cumpridas todas as etapas de aprovação do projeto, iniciamos as obras das edificações. Tudo será entregue até o próximo ano", disse o prefeito em entrevista coletiva.

Nova saída da balsa, do lado de Santos, foi liberada nesta quarta-feira (Foto: Carlos Nogueira/AT)

O chefe do Executivo santista explicou que o novo acesso será permanente. Porém, após a finalização das construções, as sinalizações serão refeitas, assim como o asfalto do local. Barbosa também adiantou que a previsão para o término da obra no Mercado de Peixes está previsto para março de 2020, já o CAT, em junho do mesmo ano. Após a conclusão das obras, o local onde funciona hoje o Mercado de Peixes será transformado em uma praça, que servirá de acesso para o Centro de Atividades. 

"Essas intervenções estão gerando mais de 500 empregos e irão beneficiar os moradores de toda a cidade, sobretudo quando os equipamentos estiverem prontos, porque vão gerar oportunidades importantes. Vale ressaltar que essa era uma área abandonada e estamos dando uma nova vida a ela, impulsionando o turismo e desenvolvendo economicamente toda a região".

Permissionários

Paulo Alexandre Barbosa chegou a ser questionado sobre o que acontecerá com os trabalhadores da Rua do Peixe. Ele explicou que os 15 permissionários do atual Mercado serão transferidos para o novo equipamento e ainda sobrarão cinco permissões, que serão dadas para os comerciantes da Rua do Peixe que estão em situação regularizada.