Radares de Praia Grande funcionarão em caráter educativo por 11 dias

Período de conscientização começa na próxima terça-feira. Aparelhos passarão a multar a partir do dia 16 de de fevereiro

Por: De A Tribuna On-line  -  03/02/19  -  10:45
Os equipamentos serão utilizados para o controle de velocidade, visando reduzir número de acidentes
Os equipamentos serão utilizados para o controle de velocidade, visando reduzir número de acidentes   Foto: Divulgação/ PMPG

Praia Grande irá ligar os pontos de lombadas eletrônicas e radares, que estão sendo instalados no cidade, na próxima terça-feira (5).  Mas a notificação de autuação terá somente um caráter educativo, visando conscientizar os motoristas. Os aparelhos começarão a funcionar efetivamente - multar -, a partir do próximo dia 16.


Faixas serão instaladas nos próximos dias informando o período de funcionamento de forma educativa e a data do início das autuações reais. Na próxima segunda-feira (4), parte da sinalização viária específica começará a ser instalada em todos os arredores dos equipamentos durante as madrugadas (para não atrapalhar o fluxo diurno de veículos nestes locais). A partir do dia 13, será iniciado o período de aferição pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP).

Os equipamentos serão utilizados para o controle de velocidade, visando reduzir o número de acidentes nos locais. Além das cinco lombadas eletrônicas - desativadas em 2016 -, dos Bairros Canto do Forte, Aviação, Ocian e Nova Mirim, um novo radar está sendo instalado na Avenida Ayrton Senna, em ambos os sentidos de circulação da via, no Bairro Xixová.


Lombadas eletrônicas


 No total, são 10 lombadas, em 5 pontos diferentes (uma em cada faixa de rolamento), nos seguintes pontos: Avenida Marechal Mallet, entre os números 980 e 1078, Bairro Canto do Forte; Avenida Presidente Kennedy, 4540 (sentido Boqueirão/Mirim), no Bairro Aviação; Avenida Presidente Kennedy, 7490 (sentido Boqueirão/Mirim), no Bairro Ocian; Avenida Dr Roberto de Almeida Vinhas, na altura da Rua Michel Alca, Bairro Ocian; e Avenida Ministro Marcos Freire, na altura da Rua José Bestileiro Lopes, Bairro Nova Mirim. 

Nestes locais, a velocidade máxima permitida será de 40 km/h. Ao passar no trecho, painéis mostrarão a velocidade atual do veículo com base nos dados fornecidos por sensores no solo.

Radar


Já a Avenida Ayrton Senna, entre os Viadutos do Sol e Álvaro dos Santos, na altura da Rua Paulo Sérgio Garcia, receberá um radar de velocidade, sem painel fixo. Os equipamentos estão instalados nos dois sentidos de rolamento (Praia Grande/São Vicente e São Vicente/Praia Grande). No trecho, a velocidade máxima permitida será de 60 km/h. Esta será a primeira vez que a via receberá um dispositivo de controle de 
velocidade.

Sinalização


Entre 300 e 100 metros das lombadas eletrônicas e radar, serão instaladas placas de sinalização e orientação sobre os dispositivos. E as multas que serão aplicadas em caso de irregularidades seguirão normas estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro e Resolução 146/2003 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Segundo a diretora da Divisão de Planejamento e Engenharia de Tráfego da Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), Michele Rezende de Mesquita, os locais que receberão novamente as lombadas eletrônicas tem como características principais o grande fluxo de pedestres, veículos e bicicletas. “Nestes locais, a utilização da lombada eletrônica é o ideal, por se tratar de um equipamento de grande visibilidade e sinalização própria”.

Mesquita comentou também sobre a necessidade de um equipamento eletrônico de fiscalização na Ayrton Senna. “É uma das principais vias da Cidade, que recebe um fluxo muito grande de veículos que seguem para o Litoral Sul. Depois de levantamentos feitos pela Setran, constatamos que este tipo de dispositivo seria o mais adequado ao local para evitarmos acidentes e, principalmente, mortes no trânsito”.


Logo A Tribuna