EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

3 de Julho de 2020

Planos de saúde já oferecem testes para coronavírus na Baixada Santista

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar, o exame é feito com o uso de amostras de sangue, soro ou plasma e pode ser realizado por meio de diferentes técnicas

Os planos de saúde já são obrigados a cobrir o teste sorológico para detectar o novo coronavírus. O procedimento vale para os planos nas segmentações ambulatorial, hospitalar – com ou sem obstetrícia - e referência. 

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o exame é feito com o uso de amostras de sangue, soro ou plasma e pode ser realizado por meio de diferentes técnicas. Porém, como a produção de anticorpos no organismo só ocorre depois de um período mínimo após a exposição ao vírus, esse tipo de teste é indicado a partir do oitavo dia de início dos sintomas. 

Assim, para realizar o exame, o paciente deve apresentar ou já ter apresentado quadro clínico de Síndrome Gripal ou Síndrome Respiratória Aguda Grave, além de ter o pedido de um médico. 

O coordenador do Procon em Santos, Rafael Quaresma, lembra que essa resolução da ANS é fruto de uma ação civil pública em que houve decisão judicial determinando a inclusão dos testes no rol de procedimentos obrigatórios. 

“A ANS está cumprindo essa ordem, que vale a partir de agora. E é uma atualização necessária dos planos de saúde que devem estar em consonância com as demandas atuais. Então, hoje, não há tema mais corrente, em se tratando de saúde, do que a covid-19", avalia Quaresma, lembrando que o paciente precisa da prescrição médica, não importando se o médico é conveniado ou particular. 

“Agora, se não houver a cobertura ou acontecer a recusa, o consumidor deve registrar reclamação na ANS que é quem regula a questão e, sem prejuízo, procurar o Procon da sua cidade”, complementa. 

Planos 

A reportagem acionou alguns planos de saúde que afirmam que estão prontos ou se preparando para atender a medida. A Unimed-Santos, por exemplo, lembrou que a determinação da ANS é dependente de Diretriz de Utilização (DUT), ou seja, não é de liberação automática e deve ser precedida de solicitação e relatório médico em que constem os sintomas ou tempo de início da patologia. 

“Quanto à capacidade de execução, a Unimed Santos já tem negociação para o RT-PCR e, em relação aos testes sorológicos, está sendo avaliado o de melhor eficiência", afirmou. 

A Amil informou que passou a oferecer, nesta segunda-feira (29), a cobertura ao teste sorológico, conforme determinação da ANS. 

“O beneficiário deve entrar em contato com a central de atendimento da Amil para conferir a rede de laboratórios credenciada que está realizando o exame”. A cobertura dos exames para beneficiários do plano Ana Costa Saúde segue os mesmos critérios, conforme laboratórios credenciados regionais. 

O Plano Santa Casa Saúde, através da assessoria de imprensa, informa que está preparado e realizando a pesquisa de anticorpos. Para maiores informações, o usuário do plano deve entrar em contato com a central de atendimento da operadora.

Sobre o teste

O teste passa a ser de cobertura obrigatória para os planos de saúde nas segmentações ambulatorial, hospitalar (com ou sem obstetrícia) e referência, nos casos em que o paciente apresente ou tenha apresentado um dos quadros clínicos descritos a seguir:

Síndrome Gripal - quadro respiratório agudo, caracterizado por sensação febril ou febre, acompanhada de tosse ou dor de garganta ou coriza ou dificuldade respiratória.

Síndrome Respiratória Aguda Grave - desconforto respiratório/dificuldade para respirar ou pressão persistente no tórax ou saturação de oxigênio menor do que 95% em ar ambiente ou coloração azulada dos lábios ou rosto. 

Tudo sobre: