EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

6 de Agosto de 2020

Inverno começa neste sábado com a promessa de ser mais ameno

A estação do frio promete não ser tão rigorosa em 2020, pelo menos no Sudeste

Neste sábado (20), às 18h44, começa oficialmente o inverno. A estação do frio promete não ser tão rigorosa em 2020, pelo menos no Sudeste. Como é característico do período, as chuvas ficam mais escassas, porém, este ano, a tendência é o tempo ficar ainda mais seco. 

De acordo com o meteorologista do Instituto Climatempo, Filipe Pungirum, na Baixada Santista, a nova estação será mais quente do que apontam as médias históricas. 

Além disso, Pungirum afirma que a previsão é de que a primeira quinzena de julho tenha dois eventos de chuva. Depois disso, será observado um padrão mais seco durante todo o inverno. 

Ele explica que, diferentemente do verão que tem com corredores de umidade que causam precipitações por dias seguidos, agora, no inverno, depende-se da força das frentes frias para se ter chuva.

Nevoeiro

Além disso, outra característica observada no inverno, principalmente no Litoral, é a formação de nevoeiros. E eles devem acontecer com frequência na região.

“A expectativa para julho é de temperaturas ligeiramente acima da média em Minas Gerais e São Paulo. Cotando com chuvas nos primeiros 10 dias (do inverno), ligeiramente acima da média, lembrando que, nesta época, a chuva é pouca”. 
Depois disso, em agosto, a atmosfera fica mais quente e seca e as precipitação abaixo da média. Isso se intensifica em setembro e, por isso, Pungirum alerta para a possibilidade de queimadas: “o ambiente será propício para isso, principalmente, em São Paulo”. 

Ondas de frio

Conforme o Instituto Somar Meteorologia, há a expectativa de, pelo menos, duas fortes ondas de frio entre julho e agosto. Porém, o grande espaçamento entre os eventos justificará temperaturas mais elevadas que o normal no inverno no Sul, Centro-Oeste e boa parte do Sudeste.

Tudo sobre: