Suspenso, Roda SP não tem previsão de voltar a circular na Baixada

Desde o fim de 2018, site do projeto não oferece passeios pela região; população questiona

Por: Da Redação  -  03/01/19  -  16:32
  Foto: Divulgação/Governo do Estado

O Governo do Estado não tem previsão de quando o programa Roda SP será retomado na Baixada Santista. O projeto, que normalmente começa em janeiro, ainda está em fase de licitação, segundo a Secretaria de Turismo de São Paulo.


Desde o fim do ano passado, quem entra no site do Roda SP não encontra mais a opção de passeios pela Baixada Santista. A dona de casa Elisabete Marquez Brites lamenta não poder mais usufruir do programa.


“Não dá para entender por que não tem de novo este ano. É uma ótima opção, tanto que as passagens vendiam rapidamente. Teve uma vez que fiquei sem, porque demorei a comprar”, lembra.


Em outros anos, Elisabete fez os passeios até Bertioga e Itanhaém. “Esse de Bertioga foi incrível. Visitamos o Forte São João e a Riviera de São Lourenço. No de Itanhaém, conhecemos a Cama de Anchieta e o centrinho da cidade, que é bem antigo”, disse.


Criado em 2011, com preço da passagem a R$ 10, o Roda SP também oferecia roteiros em diferentes regiões do estado ao longo do ano.


O programa


No ano passado, os ônibus começaram a rodar pelas cidades do litoral em 5 de janeiro. Na Baixada Santista, o programa se estendeu até 11 de março.


Este ano, nem sinal dos veículos. Segundo a Secretaria de Turismo, que assumiu os trabalhos nesta quarta-feira (2), depois da posse do Governo João Doria (PSDB), ainda será necessário concluir a licitação para oferecer o projeto à população.


A assessoria de imprensa informa, ainda, que “não há sinalização de cancelamento do programa Roda SP”, e que, em breve, terá um posicionamento detalhado sobre o assunto.


Na região, o programa oferecia 22 roteiros passando pelas nove cidades. Os ônibus levavam uma guia turística, que contava histórias das dezenas de pontos turísticos visitados durante as viagens.


Logo A Tribuna