Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Baixada Santista confirma 19 mortos e 429 doentes com coronavírus em 24 horas

Ainda na região, 2.589 pessoas aguardam resultado de exames e 91 óbitos ainda são investigados

Por: Nathália de Alcantara  -  11/01/21  -  22:04
Atualizado em 11/01/21 - 22:06
Já são mais de 40 dias com a média acima da marca de 1 mil vítimas
Já são mais de 40 dias com a média acima da marca de 1 mil vítimas   Foto: Vanessa Rodrigues/AT

Mais 19 mortes e 429 doentes com coronavírus foram confirmadas em 24h na Baixada Santista. Já são 84.948 contaminados e 2.844 mortos desde o começo da pandemia só na região.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Os números podem aumentar, e muito, conforme os resultados forem saindo. Isso porque 2.589 pessoas aguardam resultado de exames e 91 óbitos ainda são investigados.


Sò Santos confirmou 10 novas mortes em 24h. Oito se referem a homens, com idades entre 60 e 93 anos, ocorridos entre os dias 23 de dezembro e 9 de janeiro. Os outros dois, a mulheres, de 59 e 78 anos, nos dias 7 e 8 de janeiro, respectivamente.


Também foram confirmadas mortes em Praia Grande (3), Guarujá (2), São Vicente (2), Cubatão (1) e Itanhaém (1).


Santos também teve mais confirmações de contaminados em 24h, com 108 novos casos. Na sequência, aparecem Guarujá (90), Itanhaém (69) e São Vicente (51).


Nas últimas 24 horas, o número de pessoas com covid-19 internadas na rede hospitalar de Santos aumentou, de 236 para 259. A alta é de 9,7%. Desses, 135 são moradores de Santos (52,1%) e 124 de outras cidades (47,9%).


Do total de internados, 125 estão em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), voltados aos casos mais graves, sendo 71 moradores de Santos (56,8%) e 54 de outras cidades (43,2%).


A taxa de ocupação geral dos 753 leitos covid-19 disponíveis está em 34%. Entre os 305 leitos de UTI, a ocupação é de 41%. Na rede SUS, a taxa é de 30% e, na rede privada, de 55%.


Logo A Tribuna