Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Avanço da pandemia faz Baixada Santista regredir para a fase vermelha do Plano SP

A partir da 0h do próximo sábado (6) somente os serviços considerados essenciais poderão funcionar

Por: Por ATribuna.com.br  -  03/03/21  -  16:56
Medida foi anunciada pelo governador de São Paulo, João Doria, no início da tarde desta quarta
Medida foi anunciada pelo governador de São Paulo, João Doria, no início da tarde desta quarta   Foto: Estadão Conteúdo

O governador João Doria (PSDB) acaba de anunciar que todo o Estado de São Paulo será colocado na fase vermelha a partir deste sábado (6), a mais restritiva do Plano São Paulo. Doria anunciou que o decreto para a fase vermelha ocorrerá até dia 19.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Com isso, apenas serviços considerados essenciais poderão funcionar, como supermercados, farmácias, padarias, postos de combustíveis, pet shops, bancos, lavanderias, oficinas de veículos, atividades religiosas, serviços de delivery e transportes públicos. Shoppings e estabelecimentos comerciais que não se enquadram nos serviços essenciais deverão fechar.


"Atendendo ao Centro de Contingência contra a Covid-19, estamos reclassificando todo o Estado de São Paulo para a fase vermelha, a partir da 0h do próximo sábado", afirmou Doria durante entrevista coletiva no início da tarde desta quarta-feira (3).


A decisão ocorreu após o Estado bater recorde de mortes em apenas um dia. Na terça-feira (2), foram registrados 468 óbitos por covid-19. O alto índice de ocupação de leitos em UTIs e enfermarias também foi um fator determinante para que o governo paulista adotasse medidas mais restritivas.


Estima-se que, sem a fase vermelha e novas restrições, o sistema hospitalar no Estado de São Paulo entraria em colapso em apenas  11 dias.


Média móvel de mortes por covid-19 volta a crescer na região


A média móvel de mortes por coronavírus na Baixada Santista cresceu 14,28%. Na última semana, a média era de 7 óbitos por dia. Já na semana anterior, de 17 a 23 de fevereiro, a média era de 8 mortes por dia. 


Logo A Tribuna