Ademir Irussa toma posse como presidente do Sintrasaúde

Ele assume o cargo no lugar de Paulo Pimentel, que faleceu em 14 de dezembro de 2020, aos 82 anos, depois de seguidos mandatos iniciados em 1975

Por: Por ATribuna.com.br  -  09/01/21  -  00:35
Ademir Irussa (dir.) ao lado do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Químicos, Herbert Passos
Ademir Irussa (dir.) ao lado do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Químicos, Herbert Passos   Foto: Divulgação

Ademir Joaquim Irussa é o novo presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos e Serviços de Saúde (Sintrasaúde) de Santos e Região. A categoriarepresenta 20 mil profissionais.Ele foi empossado na manhã desta sexta-feira (8), no lugar de Paulo Pimentel, que faleceu em 14 de dezembro de 2020, aos 82 anos, depois de seguidos mandatos iniciados em 1975. A posse foi no Sindicato dos Trabalhadores QuímicosA diretoria foi eleita em 1º de dezembro.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Ademir foi admitido como funcionário administrativo da Santa Casa de Santos em 1968. Em 1972, foi sócio fundador e diretor da Abrescas, a Associação dos Empregados do Hospital. Em 1990, foi eleito segundo secretário do Sintrasaúde, cargo que exerceu até 1996. Desse ano até 2006, foi primeiro secretário. E, de 2006 a 2020, secretário-geral. De 1991 a 2001, foi juiz classista na 1ª Vara da Justiça do Trabalho em Santos. Santista de nascimento e time, Ademir tem 72 anos, casado e tem dois filhos.


Campanhas


O sindicalista diz que "uma das principais necessidades do país é a distribuição de renda, com direitos iguais para todos, independentemente de religião, gênero e cor". Ele explicou quecomeçou a participar do movimento sindical por achar justas e
necessárias as lutas por melhores salários, condições de trabalho, por direitos coletivos, individuais e adquiridos.


No começo dos anos de 1980, Ademir participou e ajudou a organizar uma greve na Santa Casa, onde os trabalhadores estavam com os salários atrasados há nove meses. O movimento resultou no fechamento do hospital e se transformou numa das maiores greves na região. A categoria foi vitoriosa e o hospital, reaberto com ajuda dos empregados, com 'pedágios' de arrecadação.


Ademir lembra que, nessa época, o ex-prefeito Antônio Manoel de Carvalho 'Carvalhinho' assumiu a provedoria do hospital, vindo a falecer, anos depois, ao passar mal na inauguração do novo centro cirúrgico. O sindicalista recorda ainda de grandes greves em 1987, 1989 e 1990 no Hospital dos Estivadores, contra seguidos atrasos nos salários dos cerca de 500 empregados.
Outra greve residente em sua memória, esta mais recente, foi no hospital de Cubatão, em 2016. O estabelecimento chegou a ser fechado e reaberto somente em 2017.


Diretoria


Os demais integrantes da diretoria são Marcelo Alexandre Câncio dos Santos (secretário-geral), Manoel Borges de Santana (primeiro secretário), Carlos José Suzano da Silva (tesoureiro), Veríssima Lúcia dos Santos (segundo tesoureiro), Marcelo Mota Mendes de Oliveira (assistência social), Cristóvão Machado Santos (esporte e lazer) e Cristiane Portela Elias (patrimônio).
Os suplentes são José Fernando Carvalho, Paulo Pequeno Alves, Janete Elias, Divaldo José Bezerra, Rodrigo Vicente Alves, Eduardo Pimentel de Paula Narciso, Sílvio Roberto dos Santos, José Marcos Novais dos Santos e Zuleika Marques.


Os conselheiros fiscais efetivos são Edinaldo de Jesus Miranda, Maria Madileine dos Santos e Wiltom Aguiar. Os suplentes, José Rabelo Sobrinho, Marinês Alves e Dilma Batista Deograciano dos Santos.


Os delegados na federação da categoria são Paulo Pimentel (em lembrança) e Ademir Irussa. Suplentes, Divaldo José Bezerra e Carlos José Suzano da Silva.


O conselho consultivo é formado por Marco Antônio Leite Rafael, José Barreto de Santana, Ademir de Oliveira, Fernando Correia de Lima, Hamilton Correia dos Santos, Marluce Maria da Silva Ramos, Roberta Garcia dos Santos, Norimar Pimentel Toledo, Maria Nereide de Mello Correia e Waldir Pereira de Quadra. Os suplentes, Francisco Delson Soares da Silva, Eliel José de Freitas, Shirlei Mendes de Araújo, Maria Aparecida Campos Máximo, Ivan Campos de Alvarenga, Madalena Martins de Oliveira, Juvenal Trajano da Silva, Fabiana dos Santos Galdino Pereira e Damião Alves Nunes.


Logo A Tribuna