CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Tubarão-azul de mais de dois metros e com filhotes é achado no litoral de SP
Animal era uma fêmea que estava prenha; Filhotes em desenvolvimento foram observados durante necropsia
Por: ATribuna.com.br  -  22/04/21  -  14:04
Fêmea estava prenha   Foto: Reprodução/ Instituto Gremar

Um tubarão-azul foi encontrado encalhado na Praia de Riviera, no último domingo (18), em Bertioga, no litoral de São Paulo. De acordo com o Instituto Gremar, o animal de cerca de 2,4 metros era uma fêmea que estava prenha.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


As fêmeas da espécie são vivíparas, por isso, o desenvolvimento do filhote não acontece por meio de um ovo, mas no corpo da própria mãe. Desta forma, durante o exame de necropsia, a equipe conseguiu observar os filhotes ainda em desenvolvimento no saco vitelino placentário do tubarão, que tinha marcas de rede de pesca por todo o corpo.


o corpo da fêmea encontrada irá passar por um processo de taxidermia e fará parte do acervo científico do Instituto Gremar. O objetivo é usar o animal em ações de educação ambiental com objetivo de preservar animais marinhos e combater a desinformação sobre tubarões.


Equipe conseguiu observar os filhotes ainda em desenvolvimento no saco vitelino placentário do tubarão   Foto: Reprodução/Instituto Gremar

Ameaças para espécie


O tubarão-azul é um animal que habita águas distantes da costa. Desta forma, não é considerado uma ameaça para o ser humano. Porém, o animal sofre com captura incidental e com a pesca direcionada, o que representa uma ameaça para a espécie.


De acordo com o Instituto Gremar, a carne do tubarão é intensamente explorada para o consumo de barbatanas e para a produção de ração. Além disso, a pele é utilizada para produção de couro. Desta forma, o tubarão-azul é uma das espécies de tubarão mais pescadas.