Baixada Santista confirma novos 342 casos e outras 14 mortes de coronavírus nas últimas 24 horas

Já são mais de 1,6 mil óbitos desde o começo da pandemia, além dos mais de 44,4 mil doentes

Em 24h, a Baixada Santista confirmou novos 342 casos e outras 14 mortes de coronavírus. Já são mais de 1,6 mil óbitos desde o começo da pandemia, além dos mais de 44,4 mil doentes. Ao mesmo tempo, a região passou dos 32,5 mil recuperados da doença.

Os números de mortes e casos confirmados são menos do que a metade do que foi anunciado pelas nove cidades na quarta-feira: eram 823 novos doentes e 34 mortos.

De acordo com o infectologista Marcos Caseiro, a diferença no balanço anunciado nos dois dias mostra como a doença segue instável na região.

“Precisamos manter os cuidados e permanecer alertas. Basta um descuido para que as pessoas se contaminem e passem a doença para amigos e familiares”.

Portanto, ele recomenda que se evite aglomerações e não deixe de usar máscara, além de evitar colocar as mãos no rosto. 

Novos dados

Só Guarujá teve seis registros de óbitos em decorrência da Covid-19. A doença foi responsável por 311 mortes entre moradores.

Também foram recebidas 92 notificações de testes positivos, totalizando 7.078 casos confirmados. Desses, 18 estão internados, sendo 10 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Outros 617 moradores de Guarujá estão em isolamento domiciliar e são acompanhados pela Vigilância Epidemiológica.

Já Santos recebeu cinco confirmações de mortes em munícipes. Os óbitos aconteceram em 26 de julho e nos dias 5, 8, 10 e 13 de agosto. As vítimas são duas mulheres (73 e 84 anos) e três homens (79, 79 e 80 anos). Agora, a Cidade registra 522 mortes pela Covid-19.

A Cidade teve ainda 126 notificações da doença entre munícipes, passando o número acumulado de casos de 17.158 para 17.284. Outras cidades também tiveram atualização no número de mortes: Itanhaém (2) e São Vicente (1).

Internações

Há 210 pessoas internadas na rede hospitalar de Santos. Do total de internados, 100 estão em leitos de UTI, destinados aos casos mais graves.

A taxa de ocupação geral dos 761 leitos Covid-19 disponíveis está em 28%. Entre os 293 leitos de UTI, a ocupação é de 34%. Na rede privada, a taxa é de 45% e, no SUS, de 26%.

Tudo sobre: