Média do metro quadrado dos imóveis supera R$ 9 mil em Santos

Comparado ao quarto trimestre do ano passado, a valorização foi de 5,7%

Por: Carlos da Hora  -  30/07/22  -  21:23
O preço do metro quadrado em Santos atingiu R$ 9.464,00
O preço do metro quadrado em Santos atingiu R$ 9.464,00   Foto: Vanessa Rodrigues/AT

Levantamento da Brain Inteligência Estratégica, com base em dados do primeiro trimestre, aponta que o preço do metro quadrado em Santos atingiu R$ 9.464,00. Já o valor o médio dos apartamentos na Cidade chegou a R$ 785.379,00, com área de 83 m².


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


Comparado ao quarto trimestre do ano passado, o preço médio do metro quadrado valorizou 5,7%. Mas no ano passado já havia uma alta de preços em curso. Em janeiro de 2021, a média do valor referente ao m² privativo era de R$ 8.116,00 e, em dezembro do mesmo ano, avançou para R$ 8.951,00. Esses dados são uma média que considera os vários padrões e tamanhos de imóveis, portanto, de preços bem diferentes. Por exemplo, considerando só imóveis de alto padrão, o tamanho médio dos apartamentos é de 83 m² e o metro quadrado atinge R$ 10.817,00 (R$ 897.811,00 no caso de imóvel médio de 83m²).


A diretora da Âncora Construtora, Ângela Grego, afirma que o preço médio de Santos reflete o padrão construtivo da Cidade, a localização e as características dos imóveis. “No último ano, o mercado vem sofrendo com elevado aumento dos preços dos materiais nas construções, o que encareceu muito o custo geral, mas isso ainda não foi repassado totalmente ao consumidor final”.


Vendas em alta
Uma pesquisa da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) aponta aumento de 6,2% no número de imóveis comercializados no primeiro trimestre. A empresária afirma que esses dados trazem otimismo para esse semestre. Segundo ela, os clientes continuam buscando boas oportunidades, dado o potencial de valorização.


Para o diretor do Sindicato das Empresas de Compra e Venda de Imóveis (Secovi), Carlos Meschini, existem diversos fatores que levaram a média do metro quadrado santista a chegar ao atual patamar, como o aumento dos preços dos insumos. Mas ele destaca também que a Cidade conta cada vez com menos espaço para a construção civil, fazendo com que cada área disponível seja mais valorizada.


De acordo com o boletim da Abrainc, o Índice Nacional da Construção (INCC), que reflete os custos do setor, como mão de obra e materiais, e é calculado pelo FGV Ibre, acumulou em 12 meses até julho uma alta de 11,66%, com pequena queda em relação ao acumulado até junho, de 11,75%.


Demanda resiliente
Ainda assim, ele acredita que a demanda por novos apartamentos acaba absorvendo todos esses impactos, fazendo com que o mercado da construção civil siga aquecido em Santos. “Tendo procura, o mercado acaba engolindo todos esses problemas (como a alta dos insumos)”.


Logo A Tribuna