Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

'A Região em Pauta' debate papel do pólo industrial na Baixada Santista

Fórum, realizado pelo Grupo Tribuna, discute com especialistas, nesta segunda-feira, os rumos e desafios do setor

Por: Redação  -  11/07/21  -  18:02
 Fórum será realizado nesta segunda-feira (12)
Fórum será realizado nesta segunda-feira (12)   Foto: Divulgação

A retração da atividade industrial em Cubatão verificada na última década gerou uma perda de massa salarial, em termos atualizados, de R$ 1,5 bilhão, sendo R$ 652,5 milhões apenas no próprio setor da indústria. Dados apurados na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) de 2010 e 2019 (a última divulgada até agora) indicam uma queda geral de 18.771 empregos formais neste período, sendo 4.882 vagas na área industrial.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


A atividade industrial tem um peso de 38,24% no contingente de mão de obra empregada de Cubatão, contra uma taxa de 17,20% na média da indústria paulista. Em termos de massa salarial, esse índice sobe para 52,65%, enquanto no Estado representa apenas 19,40%.


A pedido de A Tribuna, os dados foram reunidos pelo Data Center Brasil, empresa que produz relatórios analíticos com base em bancos de dados oficiais. O cruzamento de informações mostra o peso do polo petroquímico de Cubatão para a economia da região, e esse será um dos focos do quinto encontro promovido por A Tribuna no projeto A Região em Pauta, que acontece nesta segunda-feira (12), a partir das 19h30, com transmissão pelas redes sociais do Grupo Tribuna.


Indústria de peso


A redução de vagas industriais no período analisado (2010 a 2019) atingiu principalmente o setor de metalurgia, com a retração de 3.341 empregos, mas também alcançou a área de produtos químicos (-238) e de derivados de petróleo (-370).


O comportamento negativo da indústria também ocorreu no contexto estadual, com a diminuição de 408 mil empregos, mas neste caso não interferiu no mercado de trabalho em geral, que exibiu uma expansão de 783.526 vagas.


A forte dependência do mercado de trabalho de Cubatão da atividade industrial, no entanto, gera reflexos na economia interna com a expansão do desemprego também em outras áreas, face aos salários mais elevados pagos pela indústria, que deixam de circular nos meios de consumo e serviços.


Além desse cenário econômico e os reflexos da retração para a Baixada Santista, A Região em Pauta também colocará em debate a Agenda 21, importante carta de compromissos conduzida pelo Ciesp Cubatão em conjunto com a Prefeitura, e o saldo positivo nas questões ambientais e sociais.


Convidados


Do encontro de amanhã participa Gustavo Junqueira, presidente da Investe SP, agência paulista de promoção de investimentos e competitividade, ligada ao Governo do Estado de São Paulo.


Também está confirmada a presença do vice-presidente de Produção da Usiminas e presidente eleito do Ciesp-Cubatão (2022-2025), Américo Ferreira Neto, além do economista e professor e pesquisador da Universidade Mackenzie, Ulisses Ruiz de Gamboa.


Para participar do encontro de A Região em Pauta não é preciso fazer inscrições. Basta acessar o Facebook do Grupo Tribuna, a partir das 19h30.


Logo A Tribuna