Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Somos todos amebas

Os macacos são infinitas vezes mais evoluídos que nós. Estamos em involução

Por: Renê de Moura  -  11/03/21  -  13:12
Estamos em involução. Tá arriscado a gente, no fim, virar uma ameba
Estamos em involução. Tá arriscado a gente, no fim, virar uma ameba   Foto: Pixabay

Existem duas teorias para termos chegado aqui, comprando da China pela internet e assistindo Netflix no ar condicionado.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Primeira: A criacionista, que defende que viemos de Adão e Eva e que tudo vai acabar num apocalipse. Se você for bonzinho, vai ficar na boa. Se for malcriado, vai passar por maus bocados. Eles nunca explicam direitinho esse negócio. Mas dizem que é o bagulho é louco. Pense bem antes de ficar falando mal dos outros, porque é pecado.


Segunda: A evolucionista. Essa diz que, do nada, alguma coisa explodiu - eles chamam de Big Bang - e tudo começou a se expandir e evoluir. Eu confesso que nos últimos anos expandi bastante. Mas vou fazer dieta e voltar a correr esse ano.


Darwin é um dos grandes defensores do evolucionismo. Olha só: Em 1831, esse cara subiu num barco um pouco maior que aquelas Vans que levam gente pro Humaitá em São Vicente e veio pegar ovo de passarinho e conchinhas aqui na América do Sul. Juro. E nem existia ainda o cigarrinho do diabo pra gente achar que era atrás disso que ele tinha vindo.


Pois bem. Voltou naquela banheira para a Inglaterra e estudou, estudou, estudou até chegar à conclusão de que somos a evolução dos macacos. Isso. Que você, eu e o Brad Pit somos tatatatatatatatataranetos de algum chimpanzé.


Vivi em conflito comigo mesmo por 50 anos. Porque sempre acreditei nas duas teorias. Mas não pode. É que nem papelzinho de amigo secreto. Só pode pegar um.


Ontem, navegando pela internet, finalmente descobri a verdade. Me faltou fôlego, tudo se apagou em volta de mim e por alguns segundos um filme passou na minha cabeça de forma muito rápida.


Darwin, aquele desgraçado, maldito, me fez duvidar de Noé, de Moisés, do padre Chiquinho que tanto tempo esteve na Igreja de São judas.


Darwin foi fanfarrão. Mentiroso.


Explico: Sabe aquele moço que disse que foi estuprado pelo pagodeiro? Isso. Aquele que disse que queria casar virgem e bla, bla, bla...


Então. Casou. Juro. Tá, já não era mais donzela, mas casou. Tem fotos com reportagem e tudo. Pode procurar.


Sabe com com quem ele, ou ela, não sei, casou? Com ele mesmo. Para de rir. É sério.


Ele casou-se consigo mesmo. Colocou roupa de noiva, fez cerimônia, docinho, festa. Ele, ou ela, jogou o buquê. Tinha gente na festa. Um monte de gente batendo bumbo pra louco dançar.


Agora me diz: você realmente acredita que viemos do macaco e estamos em evolução? Não né?


Os macacos são infinitas vezes mais evoluídos que nós. Estamos em involução. Tá arriscado a gente, no fim, virar uma ameba.


Jamis confie num cara que define sua história pelos ovos de passarinho. Nunca.


Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna. As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.
Logo A Tribuna