Ômicron: É hora de retomarmos alguns cuidados

A OMS afirma não saber ainda o nível de contágio e o quanto a infecção pode ser grave

Por: Paulo Corrêa Jr  -  02/12/21  -  07:24
  Foto: Reprodução/Unsplash

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) confirmou os primeiros casos da Ômicron no Brasil, notificados por um hospital em São Paulo. Nas amostras coletadas, o viajante e sua esposa testaram positivo para essa nova variante do Coronavírus. Segundo notícia veiculada na CNN, o casal não estava vacinado e já está em isolamento domiciliar.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


Ainda temos pouco conhecimento sobre a Ômicron e a OMS (Organização Mundial da Saúde) afirma não saber ainda o nível de contágio e o quanto a infecção causada por essa nova variante pode ser grave, mas especialistas apontam que o momento é de cautela.


Diante disso, é no mínimo prudente que todos nós tenhamos a responsabilidade de nos proteger para evitarmos um novo surto, trazendo de volta o pânico, fechamento de estabelecimentos comerciais e um novo lockdown. Posições tomadas anteriormente – incluindo a do Governador João Dória para a desobrigação no uso de máscaras - devem e tem que ser revistas. Não podemos incorrer no mesmo erro do ano passado, em que relaxamos os cuidados no final do ano para sermos testemunhas de centenas de milhares de casos de óbitos nos meses seguintes.


Moramos numa região turística que costumeiramente recebe pessoas de todos os lugares do país e até do mundo. Essa mistura pode nos tornar um centro de contaminação, com consequências incalculáveis. Não é hora de promovermos nenhum tipo programação – seja para o réveillon, verão ou Carnaval – que incentive a aglomeração. É preciso que os prefeitos tenham responsabilidade para analisar e tomar decisões – ainda que impopulares para alguns poucos – em prol da saúde coletiva de toda a população.


Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna. As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.
Logo A Tribuna