Venha de onde vier a impunidade deve ser inquestionavelmente combatida

Estamos vivendo um momento ímpar no nosso país. Infelizmente, ao contrário do que nós esperávamos, sem o ufanismo da campanha eleitoral, sem glórias ou comemorações, vivemos hoje dias de escuridão e luto

Por: Júnior Bozzella  -  18/01/21  -  10:04
O Diário Oficial da União desta segunda-feira (11) traz as exonerações, todas elas
O Diário Oficial da União desta segunda-feira (11) traz as exonerações, todas elas "a pedido"   Foto: Divulgação/Palácio do Planalto

Enquanto deputado federal eleito pela população do nosso estado de São Paulo para representar os seus interesses em Brasília, eu não posso diante de uma situação de caos como a que vivemos hoje me furtar à responsabilidade de tomar partido e agir. Não posso assistir calado aos brasileiros pagarem com a própria vida pelo negacionismo e inércia do Governo Federal. Já são cerca de 210 mil mortos só aqui no Brasil. O país está abandonado a própria sorte, sem direcionamento, sem liderança e sem rumo.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Esta semana acompanhamos com indignação a pessoas sem oxigênio, morrendo asfixiadas em Manaus. A situação caótica no Amazonas pode se repetir a qualquer momento em outras regiões. Hoje está lá, mas amanhã pode acontecer aqui. Os números não param de subir vertiginosamente e o Palácio do Planalto acumula fiascos no enfrentamento à pandemia. Onde estão as vacinas? Essa é cientificamente a nossa melhor chance de vencer a pandemia. Mas em vez de trabalhar em parceria com o estado de São Paulo e o Instituto Butantan para garantir que todos os brasileiros tenham acesso à imunização através da CoronaVac, o presidente faz pouco caso, satiriza o esforço hercúleo dos pesquisadores e cientistas do instituto e do Governador João Doria para salvar a vida dos brasileiros.


Neste domingo (17) testemunhamos um momento histórico para a ciência no Brasil. A aprovação da CoronaVac pela Anvisa não foi só a vitória da ciência, foi um sopro de esperança para um país asfixiado pelo negacionismo. São Paulo hoje é o berço da vacina, mas a imunização é um direito de todo brasileiro e o governador João Doria de maneira responsável e humana já deixou claro que continuará trabalhando para que a vacina chegue aos 4 cantos do Brasil.


Existem políticos e políticos. Alguns preferem não se indispor com o presidente, agir com indiferença ao caos que nos cerca em troca dos afagos do Planalto. Não é só em Manaus que está faltando ar, o Brasil todo está sufocado. Enquanto deputado federal eu me recuso a ficar assistindo o meu país sucumbir em virtude do desgoverno do Palácio do Planalto diante da pandemia.


Íntegro o grupo que junto ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pede a convocação de uma Comissão Representativa para discutir a tragédia que está acontecendo em Manaus e também todo o processo que envolve a vacinação no País. O presidente Jair Bolsonaro precisa ser chamado à realidade. Precisa sair da inércia e governar o Brasil para fora desse caos ou então, admitir a sua incapacidade e deixar que alguém capaz o faça. O cenário no Brasil hoje é terrível: Falta de oxigênio em Manaus, atraso na vacina e um total falta de coordenação com estados e municípios, ingredientes esses de um coquetel mortal. Não posso comungar com ações patrocinadas por um governo insano e inconsequente.


Neste momento entendo que a prioridade é retomar os trabalhos da Câmara e do Senado e, mais do que isso, cobrar o Governo Federal para que preste esclarecimentos, que assuma a sua responsabilidade diante do cenário de tragédia que estamos vivendo em Manaus e em diversos cantos do Brasil.


O Brasil mergulhou em uma crise sem precedentes em virtude de tanta impunidade, não podemos continuar compactuando com isso, venha de onde vier a impunidade deve ser inquestionavelmente combatida


Tudo sobre:
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna. As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.
Ver todos os colunistas
Logo A Tribuna