Precisamos de ciências

Com a vitória da Civilização, será preciso provar as suas qualidades

Por: Sergio Pardal Freudenthal  -  03/11/22  -  06:12
  Foto: Matheus Tagé/AT

A vitória da Civilização sobre a Barbárie deverá ser comemorada muitas vezes. Porém, o fascismo tupiniquim, com o nome que se queira dar, ficou registrado no Congresso Nacional, especialmente no Senado, e vai dar muito trabalho.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


De qualquer forma, a Civilização vai ter que demonstrar as suas qualidades. Precisamos ressaltar que o aumento da miséria serve para muito poucos juntarem mais dinheiro. E com retrocessos econômicos para toda a sociedade, conforme fartamente expostos.


A pandemia exigiu respostas da Civilização, como Ciência e Solidariedade, com sua devida disposição em diplomas legais, inclusive em acordos e tratados internacionais. Apesar do desgoverno em nosso país, que ora termina, tivemos dois gigantes na luta contra a pandemia, o SUS e o INSS.


Todos os que defendem a Civilização, sejam pobres ou ricos, sabem que as garantias para os que mais precisam são obrigações e direitos de todos. A redução na desigualdade social é necessidade de todos. Quando falamos em recomposição efetiva das aposentadorias e pensões, ressaltando o aumento real para o salário mínimo, apostamos na movimentação da economia de base, na busca de maior justiça social.


Em graves crises, como a Covid19, quem tem muito dinheiro não gasta; quem movimenta mesmo são os que precisam, precisam comprar comida, pagar as contas, água, luz e aluguel, e isso o governo eleito sabe muito bem.


Precisamos fazer muito mais gente saber que apenas os contratos formais de trabalho possibilitam as garantias trabalhistas, previdenciárias, fiscais, para todos os cidadãos brasileiros, e assim movimentam a economia.


A Barbárie, aliada ao ultraneoliberalismo, foi derrotada; confessaram que congelariam as aposentadorias e pensões, além do próprio salário mínimo, e foram vencidos. A Civilização é vitoriosa e tem obrigação de mostrar suas qualidades. Viva a Ciência e a Solidariedade!


Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna. As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.
Ver mais deste colunista
Logo A Tribuna
Newsletter