Mutirão no José Menino elimina 59 focos com larvas do mosquito Aedes aegypti em Santos

Ação foi realizada no bairro José Menino. Agentes vistoriaram 1.529 imóveis

Por: Por ATribuna.com.br  -  07/01/21  -  18:17
Os agentes de endemias deram atenção às praças
Os agentes de endemias deram atenção às praças   Foto: Divulgação/Prefeitura de Santos

Um mutirão eliminou 59 focos com larvas do mosquito Aedes aegypti, nesta quarta-feira (6), no bairro José Menino, em Santos. O inseto é responsável por transmitir doenças comodengue, chikungunya, zika e febre amarela urbana.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Agentes de combate a endemias vistoriaram 1.529 imóveis no bairro. Além dos imóveis públicos e particulares, os agentes deram atenção às praças como, por exemplo, a João Barbalho, local em que foram recolhidos objetos inservíveis que podem acumular água.


"Precisamos contar com o apoio da população também em não descartar lixo nas vias públicas, ainda mais no verão, em que o forte calor e a ocorrência maior de chuvas contribui para aumentar a infestação do Aedes aegypti. A fêmea coloca seus ovos em água parada e o calor os faz eclodir mais rápido", explica Paula Favoreto, chefe de atividades técnicas da Seção de Controle de Vetores.

Em 2020, Santos registrou 322 casos de dengue, 85 de chikungunya e nenhum de zika. A última anotação de febre amarela urbana no Brasil ocorreu na década 1940.


Logo A Tribuna