Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Mutirão elimina 104 focos do mosquito Aedes aegypti no Embaré

Agentes percorreram mais de 3.800 imóveis nesta quarta-feira (27). É o quarto mutirão neste ano em Santos

Por: Por ATribuna.com.br  -  28/01/21  -  16:49
De acordo com a prefeitura, neste ano 339 focos com larvas já foram eliminados
De acordo com a prefeitura, neste ano 339 focos com larvas já foram eliminados   Foto: Divulgação/PMS

Noventa e seis agentes de combate a endemias percorreram 3.866 imóveis no bairro Embaré nesta quarta-feira (27), e eliminaram 104 focos com larvas do mosquito Aedes aegypti. Este foi o quarto mutirão realizado neste ano em Santos, com o objetivo de orientar os munícipes quanto a situações que propiciem o acúmulo de água e, dessa forma, favoreçam a proliferação do mosquito que é transmissor da dengue, chikungunya, zika e febre amarela urbana.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


De acordo com a prefeitura, considerando os mutirões anteriores, 339 focos com larvas já foram eliminados apenas em 2021. Neste início de ano, a prioridade é para os bairros da orla, devido ao habitual aumento da população flutuante na temporada de verão.


“Em um dos edifícios visitados, encontramos um ralo que, mesmo com tela, abrigava larvas. A tela é importante para evitar a proliferação do mosquito, mas é necessária a manutenção constante, com limpeza do que nela fica preso, e troca quando ela estiver rompida”, destaca Ana Paula Favoreto, chefe de atividades técnicas da Seção de Controle de Vetores.


Balanço


Em 2021, a cidade de Santos já contabilizou três casos de chikungunya. Não foram contabilizados casos de dengue e nem zika. A última anotação de febre amarela urbana no Brasil é da década de 1940.


Logo A Tribuna