Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Feira livre com economia criativa agrada moradores de Santos

Feira Livre Criativa teve mais uma edição no Centro. No local há desde legumes a roupas africanas

Por: Por ATribuna.com.br  -  05/02/21  -  16:54
Feira livre provoca alterações no trânsito do Canal 3 nesta quarta
Feira livre provoca alterações no trânsito do Canal 3 nesta quarta   Foto: Susan Hortas/PMS

De chinelos customizados, máscaras de proteção e artigos decorativos a brigadeiros gourmet, frutas, verduras, legumes, temperos, entre outros, a Feira Livre Criativa teve mais uma edição nesta quinta-feira (4), na Rua Itororó, entre a Amador Bueno e a Av. São Francisco.


O evento, realizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-Santos), com apoio da prefeitura, ocorre sempre às quintas, das 7h às 14h, e já se consolida como opção de compras para quem mora ou trabalha no Centro Histórico, unindo feira livre de rua com economia criativa.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Em uma das barracas, a dona de casa Maria Sabino Costa da Silva, de 58 anos, moradora do Monte Serrat, comprava frutas e legumes para o almoço. Em outra, a estudante Maria Eduarda Bispo Ferreira, de 17, da Zona Noroeste, aprendia a colocar um turbante africano na cabeça, uma das peças comercializadas na barraca ‘Vai de Turban’.


“Fui ao médico e aproveitei para comprar umas coisas. Facilitou muito essa feira aqui”, disse Maria Sabino. Já Maria Eduarda adorou o visual. “Ficou lindo, nunca tinha experimentado. Vou aderir, vou comprar”, disse, se olhando no espelho com turbante na cabeça e brincos de estampas africanas feitos pelas mãos da artesã Carla Regina Luz, 31. “Em meio à crise da pandemia, essa feira é a oportunidade para mostrarmos nosso trabalho e ganharmos nossa renda”, falou Carla.


Para a artesã Aparecida Schimith, 49, que trabalha com costuras criativas, a feira foi a chance de se reerguer. “Eu estava com depressão, então, isso aqui é meu sustento e minha válvula de escape”.


Além dos produtos oferecidos, há serviços de orientação aos frequentadores (Foto: Susan Hortas/PMS)


Outros serviços


Quem passou pelo local também pôde receber orientações jurídicas gratuitas e sobre prevenção à saúde bucal na pandemia com equipes da prefeitura. É o caso da diarista Maria Nanci, 55, do Monte Serrat, que levou o filho Guilherme, de 11, para orientações de higiene bucal. Técnicas da Seção de Atendimento e Prevenção (Seaprev), da Secretaria de Saúde, ensinaram a higienização correta para prevenir cáries e outras doenças, além da covid-19.


Guilherme ainda ganhou um kit de higiene bucal. “Sempre passo na feira e trago ele para receber orientações e reforçar a importância da escovação, porque criança tem que ficar em cima. Em todo lugar é bom ter informação. Afora que essa feira é uma facilidade, porque a gente sempre compra um legume, uma verdura, é bem mais fácil”, contou a mãe.

A Feira Livre Criativa conta com mais de 20 barracas que oferecem desde produtos tradicionais de uma feira livre a produtos artesanais. “Ela contempla quem mora mais para esse lado do Centro e também moradores do Monte Serrat. E, para quem trabalha aqui, é a oportunidade de ter uma feira por perto, pois, às vezes, a pessoa não tem tempo”, afirma a gerente da CDL-Santos, Maria Cristina dos Santos, ressaltando que toda quinta-feira haverá novidades no evento.


A montagem das barracas respeita as normas de distanciamento social, com espaçamento de dois metros entre os estandes e disponibilização de álcool em gel nas barracas.


Logo A Tribuna